Cefaleia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Dor de cabeça)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cefaleia
Cruikshank - The Head Ache.png
Especialidade neurologia
Classificação e recursos externos
CID-10 R51
CID-9 784.0
DiseasesDB 19825
MedlinePlus 003024
MeSH D006261, D020773
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 
Mulher com dor de cabeça.

Cefaleia ou cefalgia são os termos médicos para dor de cabeça. É um dos sintomas mais comuns na medicina. É uma das queixas mais frequentes de consultas a clínicos, pediatras e neurologistas, fisioterapeutas especializados em osteopatia, quiropraxia e acupuntura e cirurgiões-dentistas especialistas em disfunção temporomandibular e dor orofacial, e também um dos motivos mais comuns de falta ao trabalho. A cefaleia é um sintoma universal no ser humano.

Estima-se que 93% dos homens e 99% das mulheres terão algum tipo de dor de cabeça ao longo da vida; e que 76% do sexo feminino e 57% do masculino tenham pelo menos um episódio de dor de cabeça por mês.[1]

Causa[editar | editar código-fonte]

Existem mais de 200 tipos de dores de cabeça. Algumas são inofensivas e algumas são potencialmente fatais. A descrição da dor de cabeça e as descobertas no exame neurológico determinam se são necessários testes adicionais e qual é o tratamento.[2]

Dores de cabeça são amplamente classificadas como "primárias" ou "secundárias".[3] As cefaleias primárias são dores de cabeça benignas e recorrentes, não causadas por doenças subjacentes ou problemas estruturais. Por exemplo, a enxaqueca é um tipo de dor de cabeça primária. Embora as dores de cabeça primárias possam causar dor e incapacidade diárias significativas, elas não são perigosas. As cefaleias secundárias são causadas por uma doença subjacente, como uma infecção, traumatismo craniano, distúrbios vasculares, hemorragia cerebral ou tumores. Dores de cabeça secundárias podem ser inofensivas ou perigosas. Certos sinais de alerta indicam que uma dor de cabeça secundária pode ser perigosa.[4][5]

Um estudo descobriu que beber três ou mais bebidas com cafeína tem maior probabilidade de causar dor de cabeça em pacientes com enxaqueca episódica.[6]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Há quase 200 tipos de cefaleias diferentes descritas[7]. Elas são divididas em primárias e secundárias.

As cefaleias primárias mais comuns são: enxaqueca, cefaleia de tensão, cefaleia em salvas. Outras formas menos comuns de cefaleia primária incluem a hemicrania continua, a cefaleia nova diária e persistente, cefaleia do esforço, cefaleia da tosse, cefaleia por estímulo frio e hemicrania paroxística crônica.

Especialistas em cefaleia geralmente tratam também de dores faciais, como a neuralgia do trigêmeo, dor facial atípica e dor miofascial.

Cefaleias secundárias são aquelas causadas por alguma outra doença, tal como tumores cerebrais, traumatismo craniano, meningites, acidente vascular cerebral (derrame), hidrocefalia, Herpes-zóster e aneurismas.

Medicamentos[editar | editar código-fonte]

Vários medicamentos podem ser úteis para interromper uma crise de cefaleia: analgésicos comuns, anti-inflamatórios, ergotamina, dipirona, combinações analgésicas e triptanos. [1] Medicamentos preventivos podem ser receitados por médicos para pessoas que apresentam cefaleia com frequência alta ou com crises de forte intensidade e que não respondem satisfatoriamente à medicação sintomática, ou ambos.[1]

Referências

  1. a b c KAVALEC, Flávia (3 de abril de 2007). «A dor de cabeça é uma das queixas mais comuns do homem civilizado». Sociedade Brasileira de Cefaleia. Consultado em 5 de janeiro de 2013 
  2. Scottish Intercollegiate Guideline Network (November 2008). Diagnosis and management of headache in adults. Edinburgh: NHS Quality Improvement Scotland. ISBN 978-1-905813-39-1. Cópia arquivada em 19 de abril de 2011  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. Cecilia B Young (3 January 2012). «The Johns Hopkins Headache Center - Primary Exertion Headache». hopkinsmedicine.org. Arquivado do original em 3 May 2014  Verifique data em: |arquivodata=, |data= (ajuda)
  4. Goadsby PJ, Raskin NH. Chapter 14. Headache. In: Longo DL, Fauci AS, Kasper DL, Hauser SL, Jameson J, Loscalzo J. eds. Harrison's Principles of Internal Medicine, 18e. New York, NY: McGraw-Hill; 2012.
  5. «Dr Mario Peres, Tratamento da Enxaqueca 11 3285-5726 » Meningite e Dor de Cabeça». Consultado em 8 de agosto de 2019 
  6. «High intake of caffeinated beverages raises the odds of triggering a migraine headache». Tech Explorist (em inglês). 8 de agosto de 2019. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  7. Drauzio Varella entrevistando Edgard Rafaelli Jr. (25 de junho de 2012). «Entrevista_ Dor de cabeça». Consultado em 20 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]