Discurso circunstancial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O discurso circunstancial é um distúrbio de comunicação caracterizado pelo excesso de detalhes e informações acerca de um tema dentro de uma conversa.[1] Assim, muitos pontos pouco importantes causam a demora para reter o essencial. No entanto, é menos prejudicial do que o discurso tangencial.[2][3]

Sintomas[editar | editar código-fonte]

O indivíduo com discurso circunstancial geralmente desacelera o pensamento no meio da conversa e, invariavelmente, fala sobre aspectos triviais do assunto tratado.[4] Extrair informações de tal pessoa pode ser difícil, pois pode causar o desinteresse e a incompreensão do receptor. Muitos portadores de esquizofrenia e transtorno obsessivo-compulsivo apresentam estes sintomas.[2]

Referências

  1. Problem-Based Psychiatry por Ben Green 2009 ISBN 1-84619-042-8 página 15
  2. a b «Merck Source Library». Dorland's Medical Dictionary found on Merck Source's website. 2002–2009. Consultado em 1 de junho de 2010 [ligação inativa]
  3. Crash Course: Psychiatry por Julius Bourke, Matthew Castle, Alasdair D. Cameron 2008 ISBN 0-7234-3476-X página 255
  4. «A definition of circumstantiality». Consultado em 6 de novembro de 2009. Arquivado do original em 31 de março de 2013