Síndrome de Gerstmann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Síndrome de Gerstmann
O giro angular está parcialmente envolvidos na tradução de símbolos como letras, números e palavras em informações significativas, como é feito durante a leitura ou em contas.
Classificação e recursos externos
CID-10 F81.2
CID-9 784.69
DiseasesDB 30728
MeSH D005862
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Síndrome de Gerstmann é um distúrbio neurológico raro caracterizado por lesões no giro angular do hemisfério cerebral dominante (geralmente o hemisfério esquerdo). O giro angular situa-se no lobo parietal, próximo ao lobo temporal. Nomeado em homenagem a Josef Gerstmann, pode eventualmente mudar de nome para Síndrome Angular por recomendação da comunidade científica.[1]

Causa[editar | editar código-fonte]

A lesão geralmente é causada por isquemia cerebral, traumatismo ou AVC no local. Os prejuízos na capacidade de leitura e reconhecimento costumam ser bastante incapacitantes, principalmente nas áreas educacionais e profissionais.

Sinais e sintomas[editar | editar código-fonte]

Essa síndrome é caracterizada por quatro sintomas principais[2]:

  • Disgrafia/agrafia: dificuldade/incapacidade de se expressar pela escrita;
  • Discalculia/acalculia: dificuldade/incapacidade de compreender matemática;
  • Agnosia digital: a incapacidade de distinguir os dedos na mão;
  • Desorientação em relação a esquerda e direita.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Não há cura para a síndrome de Gerstmann. O tratamento é apenas sintomático e psicoeducativo. Terapia ocupacional e psicológica podem ajudar a diminuir a dificuldade em ler, escrever e calcular. Calculadoras e processadores de texto podem ajudar a contornar esses problemas. O neurologista e neuropsicólogo são os profissionais capacitados para reabilitação.


Os sintomas podem naturalmente diminuir com o tempo dependendo da causa e da idade do paciente.

Parônimo[editar | editar código-fonte]

Não deve ser confundida com a Síndrome de Gerstmann-Straussler-Scheinker, uma encefalopatia espongiforme transmissível.

Referências

  1. Vallar G (July 2007). "Spatial neglect, Balint-Homes' and Gerstmann's syndrome, and other spatial disorders". CNS Spectr 12 (7): 527–36. PMID 17603404.
  2. Carota A, Di Pietro M, Ptak R, Poglia D, Schnider A (2004). "Defective spatial imagery with pure Gerstmann's syndrome". Eur. Neurol. 52 (1): 1–6. doi:10.1159/000079251. PMID 15218337.