Metanfetamina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Metanfetamina
Alerta sobre risco à saúde
Methamphetamine-2D-skeletal-.svg
Nome IUPAC (S)-N-methil-1-fenil-propan-2-amina
Identificadores
Número CAS 537-46-2
PubChem 1206
Código ATC N06BA03
Propriedades
Fórmula química C10H15N
Massa molar 149.23 g mol-1
Ponto de fusão

170-175 °C

Ponto de ebulição

300-305 °C

Farmacologia
Biodisponibilidade Depende da rota de administração
Via(s) de administração Médica: Oral
Recreacional: Oral, Intravenosa, Intramuscular, Insufflation, Inalação, Supositório
Metabolismo Hepático
Meia-vida biológica 9-15 horas[1]
Excreção Renal
Classificação legal

? (CA)

Schedule II (US) {{{legal_status}}}

Riscos na gravidez
e lactação
C (EUA)
Compostos relacionados
Derivados da anfetamina relacionados Anfetamina (em vez do metilamino-, amino-)
Dimetilanfetamina (em vez do metilamino-, dimetilamino-)
Etilanfetamina (em vez do metilamino-, etilamino-)
Feniprazina (em vez do metilamino-, um hidrazinil-)
2-Fluorometanfetamina (um fluor- no anel, posição orto)
Foledrina (uma hidroxila- no anel, posição para)
Compostos relacionados Metilfenetilamina
Indanilmetilaminopropano (um anel pentagonal fundido ao anel aromático)
Metiopropamina (em vez do fenil-, um tiofenil-)
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

A metanfetamina (N-methylamphetamine), é uma droga muito potente e altamente viciante, cujos efeitos se manifestam no sistema nervoso central e periférico. A metanfetamina tem-se vulgarizado como droga de abuso devido aos seus efeitos agradáveis intensos tais como a euforia, aumento do estado de alerta, da auto-estima, do apetite sexual, da percepção das sensações e pela intensificação de emoções. Por outro lado, diminui o apetite, a fadiga e a necessidade de dormir.

Não há uso médico da metanfetamina. Drogas da família das anfetaminas, como o metilfenidato, são usados para tratamento de algumas doenças, como a narcolepsia, e o Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade em crianças e adultos. Porém, o potencial de dependência do metilfenidato é muito baixo.

A metanfetamina possui um grande potencial de dependência, e a sua utilização crônica pode conduzir ao aparecimento de comportamentos psicóticos, além de outros transtornos mentais como depressão, e principalmente, dependência química de difícil tratamento.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]