Afasia de Wernicke

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Afasia de Wernicke é uma alteração na linguagem oral e escrita, tornando a comunicação sem muita precisão, que é ocasionada por uma lesão neurológica. Por ser causado por um transtorno primário (inflamação no conduto auditivo interno), lesão neurológica em decorrências de traumatismo crânio encefálico e/ou problema vasculares como acidente vascular encefálico.[1]

Nesta afasia ocorre uma lesão na 1ª circunvolução temporal esquerda, mas a linguagem oral e escrita não são prejudicadas. Sua maior dificuldade está na compreensão.[2]

Sintomas[editar | editar código-fonte]

  • perda da capacidade de simbolizar;
  • observa - se erros de trocas e repetição de palavras na linguagem oral;
  • dificuldade de nomear cores, números (com mais de 2 algarismos), objetos, formas, letras e categorias (ex: animais);
  • em alguns casos, perda da escrita
  • em alguns casos, perda da leitura compreensiva e silenciosa
  • já na afasia de Broca a leitura compreensiva e silenciosa estão preservadas ou com certa dificuldades.
  • dificuldade de narrar fatos e outros;
  • dificuldade ou incapacidade de reconhecer símbolos lingüísticos;
  • em alguns casos, o diálogo é deficiente ou quase impossível.
  • dificuldade de memória.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Wernicke's (Receptive) Aphasia - National Aphasia Association». National Aphasia Association (em inglês) 
  2. «Afasia de Wernicke». www.educ.fc.ul.pt. Consultado em 6 de junho de 2018