Sótades

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sótades (grego: Σωτάδης) foi um poeta grego do século III a.C.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sótades era natural de Maronéia (Trácia) e especializou-se num tipo obsceno de verso jônico, conhecido como "Kinaidoi". Inventou uma métrica mais livre, que aplicou em várias de suas obras, inclusive em um texto reescrito da Ilíada.

Você está metendo seu pau em um buraco ímpio!.

—Sótades: Sátira a Ptolomeu II.[1]

Viveu em Alexandria, durante o reinado de Ptolomeu II Filadelfo. Por satirizar o casamento incestuoso do rei com sua irmã, Arsínoe II, foi preso, porém conseguiu escapar para a ilha de Caunus, onde foi descoberto e assassinado por Patroclo, oficial de Ptolomeu.

Sótades foi autor de alguns dos primeiros palíndromos encontrados, e muitos creditam a ele a invenção deste gênero particular de composição.

Os textos de seus poemas Adônis e Príapo, mencionados por outros autores, se perderam.

Referências

  1. Plutarco, A educação das crianças, 11ª edição; Athenaeus, XIV. 621p. Tradução para o inglês de Graham Shipley, The Greek World After Alexander, 323-30 B.C., página 185. Routledge.
  • Bowder, Diana, Quem foi quem na Grécia Antiga, São Paulo: Art Editora/Círculo do Livro S/A, s/d `
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.