Saint-Gratien (Val-d'Oise)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Saint-Gratien
Saint-Gratien - Vue generale 01.jpg
Brasão de armas de Saint-Gratien
Brasão de armas
Saint-Gratien está localizado em: França
Saint-Gratien
Localização de Saint-Gratien na França
Coordenadas 48° 58' N 2° 17' E
País  França
Região Blason France moderne.svg Ilha de França
Departamento Blason département fr Val-d’Oise.svg Val-d'Oise
Administração
 - Prefeito Jacqueline Eustache-Brinio
Área
 - Total 2,42 km²
Altitude 55 m
População (2010) [1]
 - Total 20 156
    • Densidade 8 328,9 hab./km²
Gentílico Gratiennois
Código Postal 95210
Código INSEE 95555
Sítio ville-saintgratien.fr

Saint-Gratien é uma comuna francesa situada no departamento do Val-d'Oise e a região Ilha de França.

Seus habitantes são chamados de Gratiennois.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Toponímia[editar | editar código-fonte]

Atestada sob as formas Sanctus Gratianus[2], Sanctus Gracianus em 1186[3].

Saint-Gratien deve seu nome a um jovem pastor martirizado no século Século IV e canonizado por Dagoberto I em 628. Os monges de Saint-Denis, construíram um oratório em sua memória. Uma relíquia de são Graciano está enterrado sob o altar-mor da igreja da cidade.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1225, Guillaume de Cornillon possuía a maior parte do território.

No século Século XVII, o marechal Nicolas de Catinat herdou de sua mãe o território de Saint-Gratien. Desgraciado em 1701 após uma conspiração, ele se retirou para o seu castelo em Saint-Gratien, construído em 1610 pelo seu avô. Ele recebeu Bossuet, Fénelon, Vauban, madame de Sévigné, madame de Coulanges, o duque de La Rochefoucauld. Ele divide a sua existência entre a cultura de árvores frutíferas e a gestão do seu domínio que se estende desde Orgemont até as margens do lago atual de Enghien. Ele morreu em Saint-Gratien em 12 de fevereiro de 1712 e foi sepultado na capela da vila. Para fazer uma homenagem a este homem, a comuna de Saint-Gratien adotou o brasão de armas do marechal de Catinat em julho de 1994.

No final do século Século XVIII, Saint-Gratien tornou-se o local privilegiado de pousadas dos Parisienses que construíram casas secundárias das quais algumas ainda são visíveis.

Em 1806, o conde de Luçay, Jean-Baptiste de Legendre, prefeito imperial, adquiriu Saint-Gratien e construiu um castelo inaugurado por Napoleão I.

Em 1832, o marquês Astolphe de Custine escritor, viajante e diplomata, também construiu um castelo, que foi demolido em 1860 por seus herdeiros; ele recebeu muitos artistas : Balzac, Victor Hugo, Chopin, Delacroix, Chateaubriand que era intimamente ligada à sua mãe, há vinte anos, Alfred de Musset, Barbey d'Aurevilly, George Sand e Lamartine; continua a ser uma construção de dependências.

No Século XX, a cidade conhece o desenvolvimento das cidades do subúrbio parisiense com um crescimento de sua população e a renovação do seu centro da cidade. De 1910 a 1970, o número de habitantes passou de 2 520 a 20 000.

O Tramway Enghien - Montmorency, visto aqui no posto, serviu a cidade de 1901 ou 1902 a 1908.

Cultura e patrimônio[editar | editar código-fonte]

Personalidades ligadas à comuna[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Populations légales des communes en vigueur au 1er janvier 2013». www.insee.fr (em francês). INSEE. Dezembro de 2012. Consultado em 3 de abril de 2013. 
  2. Hippolyte Cocheris, Anciens noms des communes de Seine-et-Oise, 1874, ouvrage mis en ligne par le Corpus Etampois.
  3. Ernest Nègre, Toponymie générale de la France, Tome 3, page 1547

Ligações externas[editar | editar código-fonte]