San Ignacio (Misiones)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Argentina San Ignacio 
  Município  
Localização
San Ignacio está localizado em: Argentina
San Ignacio
Localização de San Ignacio na Argentina
Coordenadas 27° 15' 44" S 55° 32' 24" O
Província MisionesBandera de la Provincia de Misiones.svg
Departamento San Ignacio
Administração
Prefeito Alberto Arturo Vanderdorp
Características geográficas
População total 6,312 hab.
Altitude 157 m
Fuso horário ART (UTC-3)
Código postal N3322
Prefixo telefónico 03752

San Ignacio é um município argentino, localizado na província de Misiones e departamento de San Ignacio. Possui uma população de 6.312 habitantes[1]. A cidade conta com as ruínas históricas da Redução Jesuíta de San Ignacio Miní, declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1984. Seu nome é em homenagem a Ignácio de Loyola, religioso católico que fundou a redução indígena.

História[editar | editar código-fonte]

Os jesuítas chegaram à região fugindo dos ataques de Bandeirantes e Mamelucos que estavam à procura de indígenas para vendê-los como escravos. Antonio Ruiz de Montoya chegou com cerca de 12 mil indígenas nas cercanias de arroyo Yabelirí, onde refundou Loreto e San Ignacio Miní. O assentamento durou cerca de 150 anos, até que a Companhia de Jesus foi expulsa das colônias espanholas. Os indígenas não souberam administrar a cercania, o que levou á um declínio demográfico.

Em 1871 San Ignacio foi saqueada e incendiada por tropas Paraguaias. Nos anos seguintes Misiones foi anexada a Corrientes, ficando uma região praticamente desabitada até que em 1870, contigentes humanos ocuparam as zonas próximas do Rio Paraná e Arroyo Yabebirí. A ocupação coincidiu com o fim da Guerra do Paraguai e a divisão definitiva de Misiones da província de Corrientes.

Em 1877, o agrimensor Queirel, realizou as demarcações da área e delineou o centro urbano de San Ignacio. O novo povoado foi fundado em 18 de Janeiro de 1907 com a chegada dos primeiros colonos.

Logo, depois disso em 1879, as ruínas já estavam popularizadas, com a chegada de muitas pessoas vindo dos mais diversos lugares do mundo, assim, se tornou um lugar turístico.

Turismo[editar | editar código-fonte]

As ruínas da missão jesuíta consiste no seu principal atrativo, porém as margens do rio paraná e arroio Yabebirí são utilizadas como balneário e também para a pesca.

Referências

  1. «Resultados Censo de 2001». Consultado em 30 de maio de 2008. Arquivado do original em 26 de junho de 2007 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Argentina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.