Savalu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Savalou / Savalu
—  Comuna e Cidade  —
Savalou ou Savalu, Benin
Savalou ou Savalu, Benin
Savalou / Savalu está localizado em: Benim
Savalou / Savalu
Localização no Benin
Coordenadas 7° 56' N 1° 58' E
País  Benin
Departamento Collines
População (2013)
 - Total 144 549
Fuso horário WAT (UTC+1)

Savalu ou Savalou (em francês) é uma cidade da República do Benim, localizada no Departamento de Collines a uns 70 quilômetros da cidade de Dassa-Zoumé onde existe o Templo Dassa-Zoumé dedicado a Nanã Buruku.

O termo Saluvá ou Savalu, na verdade, vem de "Savé" que era o lugar onde se cultuava Nanã.

Nanã, uma das origens das quais seria Bariba "rei dos reis", uma antiga dinastia originária de um filho de Oduduá, que é o fundador de Savé, é uma parada na rota para o norte é a cidade de Savé. É um lugar muito especial e de grande tradição religiosa desprendida das misteriosas formações rochosas, algumas de carácter sagrado e a alma do povo Fon a perceber-se por toda parte, principalmente pelo culto ao Vodum Sakpata. Também indica o nome do povo dessa região, que veio escravizado para o Brasil. Em termos de identidade cultural, forma uma subdivisão da cultura yoruba.

Os Savalus no Brasil[editar | editar código-fonte]

Os Savalus chegaram no Brasil em condições de escravidão em meados do século XVII, juntamente com outras etnias, entre outros os falantes das língua akan, língua ewe, língua fon, língua mina, língua fanti e língua ashanti.

Antes da libertação dos escravos em 1888, os escravos fugidos das fazendas reuniam-se em lugares afastados nas florestas em agrupamentos ou comunidades chamadas quilombos, depois da libertação, os africanos libertos reuniam-se em comunidades nas cidades que passaram a chamar de candomblé.

O Barracão (candomblé) de Azònsú-Sákpátá foi fundado mais tarde pela africana Gayaku Satu, em Salvador , Bahia para um outro sacerdote chamado Sifrônio e recebeu o nome mais conhecido por Xwè Acè Kpò Egí que mais tarde foi apelidado de Corcunda de Yayá quando a casa estava ao comando da herdeira Tança de Nanã.

São os Jeje-Savalu ou HènnúSavalú. Sakpata era rei da cidade Savalu na África, segundo alguns historiadores, Sakpata foi o único rei que preferiu o exílio a se render aos conquistadores do Daomé. O dialeto dos savalus também é o Fon.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • [1] O Triângulo das Tobosi uma Figura Ritual no Benim, Maranhão e Bahia Luis Nicolau

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Benim, integrado ao Projeto África é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.