Senador Cortes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Senador Cortes
Bandeira indisponível
Brasão de Senador Cortes
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Fundação 1 de março de 1963
Gentílico senadorcortense
Prefeito(a) Pedro Paulo dos Santos (PTB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Senador Cortes
Localização de Senador Cortes em Minas Gerais
Senador Cortes está localizado em: Brasil
Senador Cortes
Localização de Senador Cortes no Brasil
21° 48' 03" S 42° 56' 45" O21° 48' 03" S 42° 56' 45" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008 [1]
Microrregião Juiz de Fora IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Argirita, Maripá de Minas, Mar de Espanha, Santo Antônio do Aventureiro, Guarará, Além Paraíba
Distância até a capital 365 km
Características geográficas
Área 98,430 km² [2]
População 1 980 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 20,12 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,731 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 14 009,059 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 748,10 IBGE/2008[5]
Página oficial

Senador Cortes é um município brasileiro do estado de Minas Gerais.

História[editar | editar código-fonte]

A origem do município de Senador Côrtes remonta o período do café na Zona da Mata Mineira. Havia uma estalagem onde os tropeiros pernoitavam, com o passar do tempo, algumas famílias vieram a se estabelecer no local, surgindo então uma vila, cujo nome era São Sebastião do Monte Verde. O nome Senador Cortes é uma homenagem ao ilustre filho, o Senador Agostinho Cesário de Figueiredo Côrtes, que fora médico na região e fundador da Santa Casa de Misericórdia de Mar de Espanha. A emancipação foi idealizada e negociada por um filho da terra: Antônio de Souza Rabelo e ocorreu em 1 de março de 1963 após muito trabalho e longas negociações. A economia do município gira em torno da agropecuária, principalmente a pecuária leiteira, além da indústria de confecções.

Um marco na história do município é conclusão da via asfaltica que proporcionará mais facilidades no escoamento da safra agrícola, além de permitir o desenvolvimento econômico local. Senador Cortes é marcado por sua população simples e hospitaleira sendo o turismo rural um atrativo a parte. O município possui uma bela cachoeira além de estradas secundárias propícias à prática de trilhas com motos e carros de tração nas quatro rodas. Algumas festas tradicionais atraem pessoas de toda a região como a exposição agropecuária, realizada entre a segunda e terceira semana de junho, a festa da primavera, que ocorre na última semana de setembro, além das festas religiosas.

Senador Côrtes é a terra natal do músico Francisco Itaboray (1923-2006).

Relação de Prefeitos Municipais[editar | editar código-fonte]

  • Pascoal Tassi - 1963-1966;
  • Sebastião Ferreira Senra - 1967-1970;
  • Manoel Lauro Soares - 1970;
  • Wilson de Souza Rabelo -1971-1974 - PMDB;
  • Alfredo Trece Martins - 1975-1978 - PMDB;
  • Wilson de Souza Rabelo - 1979-1982 - PMDB;
  • João Ferreira Rocha - 1983-1988 - PFL;
  • Wilson de Souza Rabelo - 1989-1992 - PMDB;
  • João Ferreira Rocha - 1993-1996 - PFL;
  • Hermínio José Gutterres Rodrigues - 1997-2000 - PSDB;
  • Antenor Cezário - 2001-2004 - PMDB;
  • João Ferreira Rocha - 2005-2008 - PFL;
  • Hermínio José Gutterres Rodrigues - 2009-2016 -PP.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2004 era de 2.078 habitantes.

Senador Cortes está localizado na Zona da Mata Mineira, e é cercado por mares de morros. O município pertence ao Circuito Recanto dos Barões.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.