Serra do Caparaó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde julho de 2015).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Caparaó, veja Caparaó (desambiguação).
Serra do Caparaó
Formação rochosa Face de Cristo no lado mineiro da serra do Caparaó.
Localização
Coordenadas 22° 28' 05" S 45° 0' 12" O
Localização  Espírito Santo,  Minas Gerais
País(es)  Brasil
Sopé Alto Caparaó, Minas Gerais
Características
Altitude máxima 2 891 m
Cumes mais altos Pico da Bandeira 2891m
Pico do Cristal 2769m
Morro da Cruz do Negro 2658m

A serra do Caparaó é uma região serrana do Brasil, localizada na divisa sudoeste do estado do Espírito Santo com o estado de Minas Gerais.[1]

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Caparaó" é um termo de origem tupi cuja etimologia dá margem a várias interpretações. Uma delas é que caparaó deriva de capara-óca (casa feita de capara, um arbusto de tronco torto); outra origem possível é caá-apara-ó (trincheira feita de paus tortos)[2].

Geografia[editar | editar código-fonte]

O ponto mais alto da região é o pico da Bandeira, com 2 891 metros. Além do pico da Bandeira, outros picos se destacam pela altitude:

A região tem a segunda maior cota de altitude do Brasil, perdendo apenas para a serra do Imeri, sendo a menor cota de altitude 997 metros. Nela, se localiza o maior desnível do Brasil.

Serra do Caparaó

Clima[editar | editar código-fonte]

Na região, são registradas as menores temperaturas dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo; no inverno, geadas ocorrem diariamente e a média das mínimas é de -5°C no pico da Bandeira, sendo que esse valor pode chegar a até -10°C. [carece de fontes?]

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Guerrilha do Caparaó

Em 1966-1967, a região foi palco de ação guerrilheira contra o regime militar brasileiro. [carece de fontes?]

Referências

  1. A grande transformação ambiental: uma cronologia da dialética homem-natureza. Marcel Bursztyn, Marcelo Persegona. Editora Garamond (2008). ISBN 9788576171379
  2. Benedito, Mouzar: Paca, Tatu, Cutia!: Glossário ilustrado de Tupi ([1])
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.