Serrotes, Inselbergues e Maciços Residuais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Serrotes, Inselbergues e Maciços Residuais são uma unidade geoambiental presente na Região Nordeste brasileira, segundo divisão da Embrapa.

Características[editar | editar código-fonte]

Caracterizam-se por elevações geralmente formadas por grandes penhascos rochosos, que ocorrem em algumas áreas de planícies dos sertões de Sergipe, Alagoas, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, em áreas de altitude entre 200 a 500 metros. Solos profundos e de alta fertilidade natural ocorrem com frequencia nos piemontes das elevações.

O clima desta unidade é quente. A precipitação média anual é de 750mm, com chuvas ocorrendo no período de fevereiro a agosto. A vegetação nativa é a caatinga hipoxerófila, com ocorrência de florestas caducifólia em pequenas regiões.

A densidade demográfica varia entre 10-50 hab/Km2. As regiões de solo fértil são as mais povoadas.

A atividade econômica dominante é a pecuária extensiva (bovinocultura, caprinocultura, ovinocultura). O cultivo predominante é a agricultura de subsistência. Nas áreas férteis ocorre a cultura da mamona, sisal, algodão arbóreo e pastos cultivados. Predominam as grandes e médias propriedades nesta unidade.

Fontes[editar | editar código-fonte]