Sexto Júlio César (embaixador em Abdera)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Júlio César, veja Júlio César (desambiguação).
Sexto Júlio César
Pseudônimo(s) Sexto Júlio César
Nascimento Alba Longa
Cidadania Roma Antiga
Filho(s) Caio Júlio César, Sexto Júlio César
Ocupação militar

Sexto Júlio César (em latim: Sextus Iulius Caesar) foi um tribuno romano da família César da gente Júlia eleito enviado como embaixador a Abdera para restaurar a liberdade dos seus cidadãos, após a cidade ter sido conquistada e massacrada pelos próprios romanos.

Saque de Abdera[editar | editar código-fonte]

Em 170 a.C., Hortênsio, sucessor de Lucrécio no cargo de pretor, havia exigido de Abdera que entregassem 100.000 denários e 50.000 módios de trigo,[Nota 1] mas os cidadãos pediram tempo, para enviar o cônsul Hostílio [Nota 2] a Roma. Eles mal chegaram ao cônsul, quando receberam a notícia de que Abdera havia sido atacada e capturada, seus líderes decapitados, e seus habitantes vendidos como escravos.[1]

Reparação[editar | editar código-fonte]

O senado considerou este um ato desonroso, e enviou dois comissários, Caio Semprônio Bleso e Sexto Júlio César, para restaurar a liberdade de Abdera, informar a Hortênsio e Hostílio que o ataque foi totalmente injustificado, e para procurar todos que haviam sido escravizados, para que tenham sua liberdade restaurada.[1]

Família[editar | editar código-fonte]

De acordo com o genealogista inglês William Berry, Sexto Júlio César era filho de Sexto Júlio César, que foi tribuno militar. Este embaixador pertencia a um ramo diferente da família de Júlio César, o imperador, que era bisneto de Caio Júlio César, irmão deste embaixador.[2]

Ainda segundo Berry, Sexto Júlio César, o embaixador, foi o avô de Lúcio Júlio César, que foi cônsul em 90 a.C. e avô materno de Marco Antônio.[2]

Notas e referências

Notas

  1. Cerca de 400 metros cúbicos, usando a conversão 1 módio = 8 2/3 litros.
  2. Possivelmente Aulo Hostílio Mancino, cônsul em 170 a.C.

Referências

  1. a b Tito Lívio, História de Roma, Livro XLIII, 4 [em linha]
  2. a b William Berry, Genealogia antiqua: or, Mythological and classical tables, compiled from the best authors on fabulous and ancient history (1816)