Alba Longa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Alba Longa é uma cidade lendária que teria sido fundada por Ascânio, o filho de Eneias.[1][2][3]

Existem várias versões sobre as origens da cidade.

De acordo com Diodoro Sículo, Eneias teve dois filhos, Ascânio, filho de uma mulher troiana,[Nota 1] e Sílvio, filho de Lavínia, filha de Latino.[4] Eneias se tornou rei dos latinos três anos após o final da Guerra de Troia, reinou por três anos, e desapareceu do mundo dos mortais, recebendo honras como um imortal.[5] Ascânio foi seu sucessor, e fundou Alba Longa nas margens do rio então chamado de Alba, e que mais tarde foi chamado de Rio Tibre.[6] Após a morte de Eneias, Ascânio havia tentado matar Sílvio quando criança, abandonando-o na montanha, mas ele foi encontrado por pastores.[4] Após a morte de Ascânio, rei de Alba Longa, Iulo, filho de Ascânio, e Sílvio disputaram o trono, e o povo decidiu, no voto, que Sílvio seria o rei, com Iulo exercendo funções sacerdotais como pontífice máximo (pontifex maximus), equivalente a um segundo rei.[4]

De acordo com Floro, Iulo era filho de Eneias, e era o ancestral dos reis de Alba Longa, sendo Amúlio e Numitor a sétima geração após Eneias e Iulo.[7]

Reis de Alba Longa[editar | editar código-fonte]

Lista de reis e período de reinado baseada em Diodoro Sículo.[8] Eusébio também cita Castor de Rodes como autoridade para os reis.[9]

Árvore genealógica dos reis de Alba Longa[editar | editar código-fonte]

Árvore genealógica baseada em síntese de versões diferentes:

Após as influencias significativas gregas,Quirino possou a ser conhecido como Marte,uma adaptação de Ares.Rômulo se auto proclamava filho do Deus Quirino. E passou a se chamar de Rômulo Quirino.

Anquises
Vênus
Latino
Creúsa
Eneias
Lavínia
Ascânio, ou Iulo
Sílvio
Sílvio
Eneias Sílvio
Bruto da Bretanha
Latino Sílvio
Alba
Átis
Cápis
Capetus
Tiberino Sílvio
Agripa
Rômulo Sílvio
Aventino
Procas
Numitor
Amúlio
Reia Sílvia
Quirino
Hersilia
Rômulo
Remo
Reis de Roma

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Guralnik, David B, : (1986). «Alba Longa». Webster's New World Dictionary of the American Language Second College ed. New York, NY: Prentice Hall Press. ISBN 0-671-41809-2 (indexed), ISBN 0-671-41807-6 (plain edge), ISBN 0-671-41811-4 (pbk.), ISBN 0-671-47035-3 (LeatherKraft). 
  2. Mish, Frederick C, : (1985). «Alba Longa». Webster's Ninth New Collegiate Dictionary 9th ed. Springfield, MA: Merriam-Webster Inc. ISBN 0-87779-508-8, ISBN 0-87779-509-6 (indexed), ISBN 0-87779-510-X (deluxe). 
  3. Tito Lívio, Ab urbe condita, 1:22
  4. a b c Diodoro Sículo, Livro VII, 5.8
  5. Diodoro Sículo, Livro VII, 5.2
  6. Diodoro Sículo, Livro VII, 5.3
  7. Floro, Livro I, Capítulo I, O Período dos Sete Reis, começando com Rômulo, 4
  8. Diodoro Sículo, Livro VII, preservado por Eusébio de Cesareia, Crônica [em linha] [em linha]
  9. Eusébio de Cesareia, Crônica, 111, Castor sobre o Rei dos Romanos

Notas e referências

Notas

  1. A esposa troiana de Eneias era Creúsa, filha de Príamo.
  2. O texto de Diodoro Sículo foi preservado em uma tradução em armênio de Eusébio de Cesareia; Arramulius é a forma armênia de Rômulo.

Referências