Averrunco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Na antiga religião Romana, Averrunco (em latim: Averruncus) ou Aurunco (em latim: Auruncus) é o deus da prevenção de danos. Aulo Gélio diz que ele é um dos deuses potencialmente malignos, que devem pela sua potência de infligir e ou  reter o desastre contra pessoas e as colheitas.[1]

Embora a etimologia do nome é muitas vezes ligado ao verbo em latim avertere, "afastar-se,"[2] a mais provável origem está no averro "varrer", daí averrunco, "afastar",  Varrão[3] afirma que o infinitivo do verbo averruncare compartilha sua história com o deus, cuja principal função é a prevenção. Averrunco pode estar entre os indigitamenta pertencentes a um outro deus, como Apolo ou Marte,[4][5] [6]Em outras referências, Averrunco também é conhecido como o deus do parto.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Aulus Gellius, Attic Nights 5.12.14: In istis autem diis, quos placari oportet, uti mala a nobis vel a frugibus natis amoliantur, Auruncus quoque habetur.
  2. As in the note to Aulus Gellius in the Loeb Classical Library edition.
  3. Varro, De lingua latina 7.102.
  4. Robert Turcan, The Gods of Ancient Rome (Routledge, 2001, originally published 1998), p. 41 online.
  5. William Warde Fowler, The Roman Festivals of the Period of the Republic (London, 1908), p. 89.
  6. Matthias Klinghardt, "Prayer Formularies for Public Recitation: Their Use and Function in Ancient Religion," Numen 46 (1999) 1–5; A.A. Barb, "Antaura. The Mermaid and the Devil's Grandmother: A Lecture," Journal of the Warburg and Courtauld Institutes 29 (1966), p. 4; Karen Hartnup, On the Beliefs of the Greeks: Leo Allatios and Popular Orthodoxy (Brill, 2004), pp. 97–101 online (in connection with compelling demons).
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia romana é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.