Sidney Reilly

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sidney George Reilly (Império Russo, c. 1873 – possivelmente em Moscou, c. 1925), conhecido normalmente como "Ás dos Espiões", era um agente secreto a serviço do governo britânico. É dito que ele espionou para pelo menos quatro países (Reino Unido, Alemanha, Japão e Rússia).[1]

A fama de Reilly foi criada na década de 1920, em parte devido ao seu amigo, o diplomata e jornalista Sir Robert Bruce Lockhart, que divulgou sua operação frustrada para derrubar o regime bolchevique soviético em 1918. O tabloide inglês Evening Standard publicou, em 1931, uma série de matérias intituladas "Master Spy" ("Mestre Espião"), transmitindo suas façanhas. Mais tarde, Ian Fleming usou Reilly como modelo para criar o personagem dos seus livros de James Bond.[2]

Atualmente, muitos consideram Reilly como o primeiro "super espião" do século XX. Muitas de suas façanhas são, contudo, consideradas invenções ou exageros, já que o Reilly era considerado um gênio na arte da ilusão e muito de sua vida se tornou lenda.[3][4]

Referências

  1. Richard Deacon, Spyclopaedia, Macdonald 1987, ISBN 0-356-14600-6, pp. 133–136.
  2. Andrew Lycett, Ian Fleming, The Man Behind James Bond, pp. 118, 132, 1996, Turner Publishing, ISBN 1-57036-343-9.
  3. Robin Bruce Lockhart, Reilly: Ace of Spies; 1986, Hippocrene Books, ISBN 0-88029-072-2.
  4. Andrew Cook, On His Majesty's Secret Service, Sydney Reilly Codename ST1; 2002, Tempus Publishing, ISBN 0-7524-2555-2.