Sismo de Sichuan de 2008

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sismo de Sichuan de 2008
Magnitude 8.0[1] MW
Data 12 de maio de 2008
Zonas atingidas  China
Vítimas 62.664 (mortos)
358.816 (feridos)
23.775 (desaparecidos)n.º oficial, à data de 24 de Maio de 2008.[2]

O sismo de Sichuan de 2008 foi um violento sismo que abalou a zona de Wenchuan, na província de Sichuan, na República Popular da China às 14:28:04, hora local, (06:28:04 GMT) em 12 de maio de 2008.[3] De magnitude 7,9 na Escala de Richter, de acordo com o Centro de Pesquisas Sismológicas da China e o United States Geological Survey.[4] O sismo foi sentido em localidades tão longínquas quanto Beijing e Xangai, onde edifícios de escritórios balançaram com o impacto,[5] Paquistão,[6] Tailândia,[6] e na capital do Vietnã, Hanói.[7] A maior cidade próxima ao epicentro do terremoto é Chengdu, capital da província de Sichuan.

Estima-se que mais de 85 000 pessoas tenham falecido e mais de 358 000 tenham ficado feridas devido ao sismo,[8] enquanto as buscas continuam. Na área de Mianzhu, perto do epicentro do sismo, e da cidade de Mianyang, houve um grande número de vítimas, assim como perto do condado de Beichuan Qiang, onde 80% das construções foram destruídas.[9]

Uma réplica de forte intensidade ocorreu em 18 de maio às 01h08m locais.[10]

O governo decretou três dias de luto nacional pelas vítimas mortais do sismo.[11]

Informação oficial[editar | editar código-fonte]

Os números oficiais de vítimas eram, a 21 de maio, de 41 353 mortes confirmadas, incluindo 40 854 só na província de Sichuan, e 274 683 feridos.[2][12] O governo da República Popular da China alertou para a possibilidade de o número total de vítimas mortais poder chegar às 50 000.[13] Há milhares de desaparecidos e aproximadamente 14 000 pessoas soterradas, em oito províncias.[14][15] Foi o mais forte e mortífero sismo na China desde o sismo de Tangshan de 1976, que matou mais de 250 000 pessoas.[16]

Riscos ambientais[editar | editar código-fonte]

A descoberta de milhares de toneladas de produtos químicos perigosos e as fortes chuvas agravam a ameaça representada por um lago que se formou na cidade de Tangjiashan após o terremoto, e pelas fugas de material radioativo, provocadas pelo tremor de terra de 12 de maio. A província de Sichuan é a principal base de estocagem do arsenal !Artigos com ligações precisando de desambiguação[desambiguação necessária] nuclear chinês.

Cerca de 5000 t de produtos químicos, dentre os quais o ácido sulfúrico e o ácido clorídrico, estavam estocados em diferentes locais, a jusante do lago, e tiveram que ser transferidas para lugares seguros. As autoridades também já retiraram mais de 150 000 habitantes dessas áreas, pois, segundo Alexander Densmore, sismólogo da Universidade de Durham na Grã-Bretanha, há grande possibilidade de ruptura súbita do reservatório, com inundação de extensas áreas na região. "Esses lagos, formados pelo deslizamento de terras, representam uma ameaça importante em regiões montanhosas e em vales estreitos, onde um pequeno volume de material pode provocar uma obstrução total."

Em Sichuan há um grande número de barragens hidráulicas, o que poderia significar a ocorrência de catástrofes em cadeia, se uma retenção natural transbordasse ou se uma barragem, fragilizada pelo sismo, se rompesse." [17]

Referências

  1. Sismo de Sichuam atinge 8,0 na escala de Richter
  2. a b China concentra esforços para ajudar desabrigados; mortos passam de 41 mil
  3. Strong earthquake hits southwest China
  4. «Magnitude 8.0» (em inglês). Xinhua. 18 de maio de 2008. Consultado em 18 de maio de 2008 
  5. Powerful earthquake shakes China
  6. a b Toll from China quake estimated at 3,000 to 5,000
  7. «Massive Quake Rocks China». CBSNews. 12 de maio de 2008. Consultado em 12 de maio de 2008 
  8. China concentra esforços para ajudar desabrigados; mortos passam de 41 mil - 18 de Maio
  9. "Mortos na China superam 12 mil; 28 mil estão soterrados", manchete Online, O Estado de S. Paulo, visitado em 13 de Maio de 2008
  10. China: forte réplica do sismo volta a abalar Sichuan[ligação inativa]
  11. China declara tres días de luto por las víctimas del terremoto (em castelhano)
  12. «China concentra esforços para ajudar desabrigados; mortos passam de 41 mil». Folha Online. 21 de maio de 2008. Consultado em 21 de maio de 2008 
  13. «China quake death toll could rise to 50,000». Yahoo!. 15 de maio de 2008. Consultado em 15 de maio de 2008 
  14. «ap.google.com, China airlifts aid to remote villages hit by quake». Consultado em 17 de maio de 2008. Arquivado do original em 17 de maio de 2008 
  15. upi.com, China's quake horror revealed
  16. Sheldrick, A.; Tang, E. (12 de maio de 2008). «China Is Hit by 7.9-Magnitude Earthquake Near Chengdu». Bloomberg L.P. Consultado em 12 de maio de 2008 
  17. Riscos ecológicos após o sismo

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sismo de Sichuan de 2008