Sistemas de gestão do comissionamento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde setembro de 2017).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

Comissionamento pode ser definido como o conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia aplicados de forma integrada a uma unidade (ou planta) industrial, visando torná-la operacional, dentro dos requisitos estabelecidos pelo cliente final. Seu principal objetivo é garantir a transferência da unidade industrial do construtor para o operador, de forma ordenada e segura, contribuindo significativamente para a operabilidade da unidade quanto ao seu desempenho, confiabilidade e rastreabilidade das informações.

Em grandes projetos esse processo normalmente compreende o planejamento, execução e controle de milhares de inspeções e atividades de teste sobre os “objetos comissionáveis”, tais como equipamentos, instrumentos, skids, módulos, circuitos, malhas, subsistemas e sistemas. Nestes casos, o grande volume e complexidade dos dados de comissionamento, aliado à necessidade de garantir a eficiente rastreabilidade e disponibilidade de todas as informações envolvidas, demandam a utilização de sistemas de gestão do comissionamento cada vez mais poderosos e sofisticados, capazes de otimizar o planejamento e acompanhamento dos serviços, armazenando evidências de execução, supervisão e aprovação de todas as atividades.

Existem hoje no mercado algumas soluções especializadas na gestão do comissionamento, com escopos e características diferenciadas, disponíveis tanto como pacotes comerciais ou como soluções proprietárias, conforme relação a seguir:

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • PRATES, A. Inovações Tecnológicas no Comissionamento de Projetos de Óleo & Gas. em: Revista TN Petróleo, ano IX, num 50, 2006.
  • GAETE, L., PRATES, A. Ferramentas de TI para o Comissionamento de Empreendimentos Industriais. em: Congresso Pan-Americano de Engenharia Naval, Transporte Marítimo e Engenharia Portuária, Rio de Janeiro, Brazil, out 2007.
  • FARES, F., MONTENEGRO, B., PRATES, A., Commissioning of Oil & Gas Projects – Current Status, Evolution and Trends. em: Rio Oil & Gas 2010, Rio de Janeiro, Brazil, September 2010.
  • CARVALHO, ALEXANDRE C. Comissionamento de empreendimentos industriais - ISA-RS - Porto Alegre, Ago 2011.