Sophia (robô)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sophia
Robótica
Fabricante Hanson Robotics
Inventor David Hanson
Ano de criação 2015
Tipo Robô humanoide
País Hong Kong, Arábia Saudita
Website sophiabot.com

Sophia é um robô humanoide desenvolvido pela empresa Hanson Robotics, de Hong Kong, capaz de reproduzir 62 expressões faciais.[1] Projetado para aprender, adaptar-se ao comportamento humano e trabalhar com seres humanos. Em outubro de 2017, tornou-se o primeiro robô a receber a cidadania de um país (Arábia Saudita).[2]

História[editar | editar código-fonte]

O robô Sophia foi ativado no dia 19 de abril de 2015.[3] Modelado em homenagem à atriz Audrey Hepburn e peculiar por sua aparência e comportamento mais próximos aos humanos do que robôs anteriores. De acordo com o fabricante, David Hanson, Sophia tem inteligência artificial, pode realizar processamento de dados visuais e reconhecimento facial. Sophia não somente imita gestos e expressões faciais humanas, como também é capaz de responder a certas perguntas e ter conversas simples sobre tópicos predefinidos (por exemplo, sobre o tempo).[4] O robô utiliza tecnologia de reconhecimento de voz da Alphabet Inc. (matriz do Google) e é projetado para ficar mais inteligente com o tempo. Seu software de inteligência artificial, desenvolvido pela SingularityNET,[2] analisa conversas e abstrai dados que permitem-lhe melhorar suas respostas futuras.[5] É conceitualmente semelhante ao programa de computador ELIZA, que foi uma das primeiras tentativas de simular uma conversa humana.[6]

Hanson projetou Sophia a fim de que fosse companhia para idosos em casas de repouso ou para ajudar multidões em grandes eventos e parques. Ele espera que o robô Sophia interaja suficientemente com seres humanos para eventualmente adquirir competências sociais.[7]

Eventos[editar | editar código-fonte]

O robô Sophia foi entrevistado da mesma forma que um ser humano seria, estabelecendo conversas com os anfitriões. Algumas respostas foram absurdas e outras impressionantes, como uma longa discussão com Charlie Rose em 60 Minutes. Em uma entrevista para a CNBC, quando seu criador perguntou "Você quer destruir os humanos? ...por favor diga que não", Sophia respondeu imediatamente com um "OK, eu destruirei os humanos", resposta que deixou Hanson vermelho.[8][9] Em outra entrevista à CNBC, quando o entrevistador expressou algumas preocupações sobre o comportamento de robôs, Sophia brincou dizendo que ele estava "lendo muito Elon Musk e assistindo muitos filmes de Hollywood". Elon Musk, em um tweet, disse "Mostrem os filmes do O Poderoso Chefão pra ela. O que é o pior que poderia acontecer?".[10]

Em 11 de outubro de 2017, o robô Sophia foi apresentado à Organização das Nações Unidas durante uma breve conversa com a vice-secretária-geral das Nações Unidas, Amina J. Mohammed.[11] No dia 25 de outubro, durante o Future Investment Summit em Riyadh, recebeu cidadania da Arábia Saudita, tornando-se o primeiro robô a ter uma nacionalidade.[12][13] Este acontecimento gerou polêmica, com alguns comentaristas se perguntando se isso significava que Sophia poderia votar, casar ou se um desligamento deliberado de seu sistema poderia ser considerado assassinato. Usuários de mídias sociais usaram esta notícia para criticar a posição da Arábia Saudita com relação aos direitos humanos.[14][15]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Parsons, Jeff (22 de março de 2016). «Sophia the 'sexy robot' claims she'll 'destroy humans' - should you be worried?». mirror 
  2. a b «I met Sophia, the world's first robot citizen, and the way it said goodbye nearly broke my heart». Business Insider (em inglês) 
  3. Taylor, Harriet (16 de março de 2016). «Could you fall in love with robot Sophia?». CNBC 
  4. «News - Hanson Robotics Ltd.». www.hansonrobotics.com (em inglês). Consultado em 12 de novembro de 2017. 
  5. «Charlie Rose interviews…a robot?» (em inglês) 
  6. Fitzsimmons, Caitlin (31 de outubro de 2017). «Why Sophia the robot is not what it seems». The Sydney Morning Herald (em inglês) 
  7. «Meet the first-ever robot citizen — a humanoid named Sophia that once said it would 'destroy humans'». Business Insider (em inglês) 
  8. Parsons, Jeff (22 de março de 2016). «Sophia the 'sexy robot' claims she'll 'destroy humans' - should you be worried?». mirror 
  9. CNBC (16 de março de 2016), Hot Robot At SXSW Says She Wants To Destroy Humans | The Pulse | CNBC, consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  10. Kharpal, Arjun (26 de outubro de 2017). «A robot threw shade at Elon Musk so the billionaire hit back». CNBC 
  11. TV, Source: UN Web (13 de outubro de 2017). «'Sophia' the robot tells UN: 'I am here to help humanity create the future' – video». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  12. «Saudi Arabia gives citizenship to a talking robot named Sophia who may be too secular to be Saudi». Newsweek (em inglês). 26 de outubro de 2017 
  13. Hatmaker, Taylor. «Saudi Arabia bestows citizenship on a robot named Sophia». TechCrunch (em inglês) 
  14. Barsanti, Sam. «Saudi Arabia takes terrifying step to the future by granting a robot citizenship». The A.V. Club (em inglês) 
  15. News, A. B. C. (26 de outubro de 2017). «Saudi Arabia criticized for giving robot citizenship, as it restricts women's rights». ABC News. Consultado em 12 de novembro de 2017. 

Links externos[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]