Sulfato de berílio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sulfato de berílio
Alerta sobre risco à saúde
Beryllium sulfate.svg
Beryllium sulfate 4 hydrate.jpg
Identificadores
Número CAS 13510-49-1
PubChem 26077
Número EINECS 236-842-2
ChemSpider 24291
ChEBI 53473
Número RTECS DS4800000
SMILES
InChI
1/Be.H2O4S/c;1-5(2,3)4/h;(H2,1,2,3,4)/q+2;/p-2
Propriedades
Fórmula molecular BeSO4
Massa molar 105.075 g/mol (anidro)
177.136 g/mol (tetrahidratado)
Aparência Sólido branco
Odor Sem odor
Densidade 2.50 g/cm3 (anidro)
1.71 g/cm3 (tetrahidratado)
Ponto de fusão

110 °C (tetrahidratado, −2H2O)
400 °C (dihidratado, dehidr.)
550–600 decomp.

Ponto de ebulição

2500 °C (anidro)
580 °C (tetrahidratado)

Solubilidade em água 30.5 g/100 mL (30 °C)
Solubilidade Insolúvel em álcool
Índice de refracção (nD) 1.4374 (tetrahidratado)
Riscos associados
MSDS ICSC 1351
Classificação UE Carc. Cat. 2
Very toxic (T+)
Dangerous for the environment (N)
Índice UE 004-002-00-2
Frases R R49, R25, R26, R36/37/38, R43, R48/23, R51/53
Frases S S53, S45
Ponto de fulgor Não inflamável
LD50 82 mg/kg
Compostos relacionados
Outros catiões/cátions Sulfato de magnésio
Sulfato de cálcio
Sulfato de estrôncio
Sulfato de bário
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Sulfato de berílio (BeSO4) é um sólido branco cristalino. Foi isolado pela primeira vez em 1815 por Jons Jakob Berzelius.[1]

O composto pode ser preparado pelo tratamento de uma solução aquosa de qualquer sal de berílio com ácido sulfúrico e posterior evaporação e cristalização. O sal hidratado se converte na forma anidra pelo aquecimento a 400 °C.[2]

Uma mistura de sulfato de berílio e rádio foi utilizada como fonte de nêutrons na descoberta da fissão nuclear.

Referências

  1. Lathrop Parsons, Charles (1909). The Chemistry and Literature of Beryllium (em inglês). Londres: [s.n.] pp. 29–33 
  2. Patnaik, Pradyot (2002). Handbook of Inorganic Chemicals. [S.l.]: McGraw-Hill. ISBN 0-07-049439-8 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]