Tangled (2001)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tangled
Trama de Sentidos[1][2] (PRT)
A Traição[3] (BRA)
 Estados Unidos
2001 •  cor •  100 min 
Direção Jay Lowi
Produção Peter Abrams
Rachael Leigh Cook
Jennifer Gibgot
Robert L. Levy
Jonathon Komack Martin
Peter Wetherell
Roteiro Jeffrey Lieber
História Jeffrey Lieber
Michael Shapiro
Shawn Simons
Elenco Rachael Leigh Cook
Shawn Hatosy
Jonathan Rhys Meyers
Gênero drama e suspense
Edição Emma E. Hickox
Companhia(s) produtora(s) Myriad Pictures
Tapestry Films
Distribuição Dimension Home Video
Lançamento Portugal 2 de novembro de 2001
Estados Unidos 14 de janeiro de 2003
Idioma inglês

Tangled (Brasil: A Traição /Portugal: Trama de Sentidos) é um filme de drama e suspense de 2001, dirigido por Jay Lowi e estrelado por Rachael Leigh Cook, Shawn Hatosy e Jonathan Rhys Meyers. A trama é contada desde o final de David (Hatosy), incapaz de lembrar o que o levou a estar no hospital. Quando ele começa a conversar com a detetive (Lorraine Bracco), os eventos se desenrolam lentamente. O filme muda entre o presente e o passado com o uso de flashbacks para descrever a amizade e o triângulo amoroso entre David, Jenny (Cook) e Alan (Rhys Meyers).

Enredo[editar | editar código-fonte]

David (Shawn Hatosy) é levado para a sala de emergência após um acidente. Alegando que ele e sua namorada foram seqüestrados, David frenético é entrevistado pelos detetives da polícia, Anders e Nagle (Lorraine Brocco e Dwayne Hill). Como David alega perda de memória, a polícia pergunta a que horas ele se lembra de ter acordado no dia anterior.

Um flashback do dia anterior começa. David e sua namorada, Jenny (Rachel Leigh Cook) se levantam e tomam café da manhã. Eles recebem uma ligação de Alan (Jonathan Rhys-Meyers) que, sem o conhecimento deles, os observa do outro lado da rua.

David e Jenny brigam brevemente antes de deixar o apartamento para ir à loja. Alan entra enquanto Jenny toma banho. Alan surpreende Jenny quando David retorna. Alan e David brigam; David então pega uma arma e os dois homens lutam por ela. Um tiro é disparado na direção de Jenny. Ela bate no chão.

O filme recomeça no presente, quando David conta aos detetives que conhece Alan há algum tempo, tendo-o conhecido na faculdade. Outro flashback começa. David e Jenny se encontram no primeiro ano da faculdade e iniciam uma amizade. David é apaixonado por Jenny, escrevendo poesia para ela e passando horas discutindo literatura com ela. Embora Jenny goste da amizade deles, ela deixa claro que os sentimentos românticos de David não são devolvidos e namora muitos outros homens.

David convida Jenny para uma cerimônia de família. Enquanto lá, eles encontram Alan, que também foi convidado. Jenny e Alan sentem uma química imediata um com o outro.

Alan retorna à escola logo depois e se muda para um apartamento. Enquanto David e Jenny ajudam Alan a se mudar, eles descobrem que Alan possui uma quantidade muito grande de maconha. Alan alega estar segurando para alguém que deixou o país e o esconde em uma jarra de biscoitos.

Alan logo convida Jenny para sair. Jenny aceita a data e logo os dois são um casal. David se ressente disso e começa a evitar os dois.

Ansioso para intermediar uma reconciliação, Alan engana Jenny e David para acompanhá-lo em uma viagem à floresta. Na floresta, Alan leva Jenny e David para uma mansão há muito abandonada. Alan exige que Jenny e David se reconciliem; quando eles inicialmente recusam, Alan corta a palma da mão. Horrorizados, Jenny e David pedem desculpas um ao outro. Alan então os leva para um passeio pela propriedade, contando a história do ex-proprietário, um homem rico com dois filhos cuja rivalidade termina em assassinato.

Os três acabam passando a noite na casa abandonada e têm uma espécie de ménage à trois. Quando eles voltam para a escola, Alan convoca David com Elise (Estella Warren), uma garota que não tem interesse em literatura ou poesia. David, que ainda está apaixonado por Jenny, relutantemente começa a ver Elise.

Pouco tempo depois, Jenny recebe uma ligação de seu pai, que sugere um jantar. Ela pede que Alan a acompanhe. Alan, que está começando a se sentir sufocado no relacionamento, hesita. Davi se oferece para ir em seu lugar. O pai de Jenny nunca aparece para o jantar e David leva Jenny para casa decepcionada. David faz uma peça para os afetos românticos de Jenny; Jenny, irritada, o rejeita e corre para o apartamento dela, onde encontra Alan e Elise na cama juntos.

Jenny termina com Alan. Alan começa a persegui-la, implorando que ela o leve de volta. Após um confronto na biblioteca, David e Alan brigam com David dando um soco na boca de Alan. Naquela noite, alguém joga uma grande pedra pela janela de Jenny. Convencida de que Alan é responsável e temendo por sua segurança, Jenny pede a David que a deixe ficar com ele. David avidamente concorda. No dia seguinte, David testemunha Alan sendo levado para fora de seu apartamento algemado. Alguém avisou a polícia sobre o suprimento de drogas de Alan. Mais tarde naquela noite, Jenny declara sua afeição por David e os dois dormem juntos.

Alan é condenado a dezoito meses por porte de drogas e é institucionalizado por um tempo após sua libertação. Enquanto isso, David e Jenny, que se tornaram um casal, se formam na faculdade e se mudam juntos, tendo o cuidado de obter um número não listado.

O filme recomeça no presente. A polícia, que já havia encontrado o carro de Alan, encontra Jenny e Alan, ambos agarrados à vida. O detetive Anders coloca David preso brevemente, sentindo que ele é responsável pelo que aconteceu. David jura sua inocência e pede uma oportunidade para terminar sua história.

David afirma que Alan seqüestrou ele e Jenny, amarrando os dois e levando-os de volta à mansão abandonada. Uma vez lá, ele leva Jenny para dentro de casa, deixando David amarrado no carro. David consegue se libertar e corre para dentro para resgatar Jenny. Uma vez lá dentro, ele ouve Alan exigindo que Jenny lhe diga que ele e o relacionamento deles tinham significado algo para ela. Quando Jenny faz o que é solicitado, Alan, convencido de que ela é a pessoa que chama a polícia, pergunta por que ela o enganou.

Quando David termina sua história, um Alan em coma é levado ao hospital, seguido por Jenny, que se recuperou o suficiente de seus ferimentos para andar sem ajuda. Jenny corrobora boa parte da história de David. Os detetives optam por não acusar David de um crime. Depois que David é libertado do hospital, ele e Jenny olham para Alan, que ainda está inconsciente.

Jenny diz a David que ela estava errada sobre Alan e David e que ela está feliz por estar com David. Ela pede que ele a leve para casa. Os dois saem do hospital.

Quando eles saem do hospital, outro flashback começa com David. É então revelado que David manipulou Elise para ir ao apartamento de Alan durante o jantar de Jenny com o pai e que ele, não Alan, havia jogado a pedra pela janela de Jenny. E que Jenny admitiu que amava Alan de volta. E David não atirou em Alan em legítima defesa, mas foi consumido por ciúmes e atirou em Alan para tirá-lo de cena, para que ele pudesse ter Jenny para si. Nesse ponto, David se revela. Os dois brigam e acidentalmente derruba Jenny na varanda. Convencido de que Jenny está morta, Alan desce as escadas correndo, passando por David, que o segue de perto. Enquanto Alan se ajoelha sobre uma Jenny inconsciente, David pega sua arma e a mira em Alan. É então que ele revela que ele, não Jenny, foi quem chamou a polícia. David diz a Alan que se ressentia do fato de Jenny sempre o rejeitar em favor de homens inapropriados e que sentia que Jenny finalmente veria que ele era o melhor parceiro para ela se Alan estivesse fora de cena. Ele então atira em Alan várias vezes. Após o tiroteio, David deixa a mansão em busca de ajuda para Jenny. Ele foi atropelado e levado para o hospital.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.