Teatro da Roma Antiga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mosaico romano retratando atores e um tocador de aulo (Casa do Poeta Trágico, Pompeia)

O teatro da Roma Antiga foi uma modalidade artística diversa, estendendo-se do teatro de rua e de acrobacia nos festivais à encenação das comédias de Plauto e Terêncio e das tragédias de Sêneca. Embora Roma tenha tido tradição própria na performance, a helenização cultural no século III a.C. teve um efeito profundo e energizante no teatro dessa civilização, estimulando o desenvolvimento de literatura de alta qualidade propícia à atuação.

O historiador Lívio postulou que os romanos teriam experienciado a arte teatral pela primeira vez no século IV a.C., por meio de uma performance de atores etruscos.[1] Beacham defende que essa civilização já teria conhecido "práticas pré-teatrais" há algum tempo antes do registrado.[2] O drama romano teve início de desenvolvimento em 240 a.C., com a execução de produções de Lívio Andrônico.[3] Essa modalidade perdurou em popularidade na antiguidade tardia, pela metade do século IV d.C., com 102 de 176 ludos públicos tendo sido dedicados ao teatro, além de eventos com gladiadores e corridas de bigas, em número consideravelmente menor.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Beacham (1996, 2).
  2. Beacham (1996, 3).
  3. Brockett & Hildy (2003, 47).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Richard C. Beacham (1991). The Roman Theatre and Its Audience. [S.l.]: Harvard University Press. ISBN 978-0-674-77914-3 
  • Oscar Brockett; Franklin J. Hildy (2002). History of the Theatre. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-205-41050-7 
Ícone de esboço Este artigo sobre Roma Antiga e o Império Romano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.