Temperatura de Planck

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Física.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A temperatura de Planck, chamada assim pelo físico alemão Max Planck, é a unidade de temperatura no sistema de unidades naturais conhecida como Unidades de Planck.

É uma das unidades de Planck que representa um limite fundamental da mecânica quântica. A temperatura de Planck é o valor limite máximo de temperatura; a ciência moderna o considera não essencial para fazer conjecturas sobre o calor da matéria, ao ser o limite máximo ao que a matéria pode operar. Tudo gira em torno da energia à que todas as partículas subatômicas podem ser excitadas até romper-se. É a temperatura do Universo durante o primeiro instante (a primeira unidade do tempo de Planck) do Big Bang de acordo com a atual cosmologia.

1,41679(11) × 1032 K

Onde: