Teresa Berganza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Teresa Berganza
Nascimento María Teresa Berganza Vargas
16 de março de 1933
Madrid
Cidadania Espanha
Cônjuge Félix Lavilla
Alma mater
  • Real Conservatório Superior de Música de Madri
Ocupação cantora, cantora de ópera, atriz, professora universitária
Prêmios
  • Prémio Princesa das Astúrias para as Artes (1991)
  • Doctor honoris causa pela Universidade Complutense de Madri (2003)
  • Medalha de Ouro do Mérito nas Belas Artes (1982)
  • Gold Medal of the Círculo de Bellas Artes (2018)
  • Grã-Cruz da Ordem Civil de Afonso X, o Sábio (2013)
  • Medalha de Ouro de Madri (1998)
  • doutor honoris causa da Universidade de Alcalá (2015)
  • Doctor honoris causa pela Universidade Complutense de Madri (2003)
Página oficial
http://www.teresaberganza.com
Teresa Berganza Vargas

Teresa Berganza Vargas (Madrid, 16 de março de 1935) é uma mezzo-soprano espanhola, considerada uma das maiores de todos os tempos nas interpretações de Cherubino, Dorabella, Cenerentola ou Carmen.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Berganza iniciou a sua brilhante carreira no Festival de Aix en Provence de 1957. Continua a sua carreira de recitalista no mundo inteiro e de pedagoga. Conta entre os seus alunos nomes como Maria Bayo e Jorge Chaminé.

A mezzo-soprano veio ao Brasil em 2009, onde deu master-classes e foi homenageada em um recital no Theatro São Pedro de São Paulo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Site oficial


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.