Tom Verlaine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tom Verlaine
Informação geral
Nome completo Thomas Miller
Também conhecido(a) como Tom Verlaine
Nascimento 13 de dezembro de 1949
Origem Morristown,Nova Jersey
País  Estados Unidos
Gênero(s) Rock,Punk,New Wave
Instrumento(s) guitarra,vocal,piano
Modelos de instrumentos Fender Jazzmaster, Fender Jaguar, Fender Stratocaster, Danelectro Shorthorn Deluxe
Período em atividade Músico
Afiliação(ões) Television
Neon Boys

Tom Verlaine (nascido Thomas Miller, 13 de dezembro de 1949, Morristown, Nova Jersey)[1] é mais conhecido como cantor e guitarrista da banda Television. Foi considerado o 90º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Tom Verlaine começou sua ligação com a música ao estudar piano e saxofone quando era criança, influenciado por Stan Getz. Tom não tinha nenhum interesse em guitarra até escutar o disco "19th Nervous Breakdown", dos Rolling Stones durante a sua adolescência,[3] quando começou um longo período de experimentação até desenvolver o seu estilo próprio de tocar. Tom também tinha interesse em escrever e em poesia. Ainda na adolescência conheceu e se tornou amigo do futuro companheiro de banda e ícone punk Richard Hell na escola de Stanford. Os dois tinham em comum o gosto por música e poesia.

Depois de uma tentativa falha, Tom e Richard Hell conseguiram fugir da escola e foram morar em Nova Iorque. Nessa época criou seu nome artístico, tendo como referência o simbolista francês Paul Verlaine. Certa vez afirmou que seu novo nome era inspirado na troca de nome de Bob Dylan e que era uma maneira de se distanciar de seu passado. Juntamente com Richard Hell e Billy Ficca formou a banda The Neon Boys, que não durou muito tempo, se separou após não conseguir encontrar um segundo guitarrista, foram feitas algumas audições nas quais Dee Dee Ramone e Chris Stein participaram.

Alguns meses depois reformularam a banda agora com o nome "Television" sendo recrutado como segundo guitarrista Richard Lloyd, começaram a tocar nos clubes CBGB e Max's Kansas City. Em 1975, Tom tirou Richard Hell da banda, por sua falta de habilidade instrumental e por seu comportamento, aí então lançaram o seu primeiro single, com Fred Smith substituindo Hell. Tom namorou com Patti Smith nessa época, os dois eram artistas da mesma cena musical em Nova Iorque. A banda Television lançou dois álbuns, "Marquee Moon" e "Adventure", que tiveram ótimas críticas mas vendas modestas antes de se separarem, em 1978.

Logo Tom lançou um álbum a solo com o seu nome, o qual lhe rendeu uma carreira promissora durante a década de 80. Se mudou para a Inglaterra por um breve período, em resposta à recepção positiva de seu trabalho na Europa. Nos anos 90 participou do trabalho de diversos artistas, incluindo Patti Smith, e também compôs para o filme "Love and a .45".

Em 1992 a banda Television foi reformulada para a gravação de um novo álbum de estúdio, chamado "Television" e um álbum ao vivo, "Live at the Academy 1992", eles tem se reunido periodicamente desde então para fazer turnês.

Tom é tido por muitos como um dos mais talentosos artistas da era pós-punk. Suas composições poéticas, agregadas à sua forma original de tocar guitarra, são muito influentes e elogiadas pela mídia. Ele e seu colega Richard Lloyd são conhecidos como um dos duos de guitarras mais aclamados e inventivos do rock. Apesar dessa adoração recebida pela mídia, Tom raramente responde a essa atenção na forma de entrevistas.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Television[editar | editar código-fonte]

  • Marquee Moon - (1977) UK #28
  • Adventure - (1978) UK #7
  • The Blow-Up - (1982) Ao vivo 1978
  • Television - (1992)
  • Live at the Academy, 1992 - (2003) Ao vivo 1992
  • Live at the Old Waldorf - (2003) Ao vivo 1978

Solo[editar | editar código-fonte]

  • Tom Verlaine (1979)
  • Dreamtime (1981)
  • Words from the Front (1982)
  • Cover (1984)
  • Flash Light (1987)
  • The Wonder (1990)
  • Warm and Cool (1992) (Reissued in 2005)
  • The Miller's Tale: A Tom Verlaine Anthology (1996)
  • Around (2006)
  • Songs and Other Things (2006)

Singles[editar | editar código-fonte]

  • "Always" (1981)
  • "Postcard from Waterloo" (1982)
  • "Let Go the Mansion" (1984)
  • "Five Miles of You" (1984)
  • "A Town Called Walker" (1987)
  • "Cry Mercy, Judge" (1987)
  • "The Funniest Thing" (1987)
  • "Shimmer" (1989)
  • "Kaleidoscopin" (1990)

Referências

  1. http://www.obbard.com/tvlist-archive/0510/msg00106.html%7C(TV) This Case Is Closed!/Maybe I Should Have Been A Research-Librarian/Exact Location
  2. «The 100 Greatest Guitarists of All Time: Tom Verlaine» (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 17 de fevereiro de 2012 
  3. http://www.allmusic.com/cg/amg.dll?p=amg&sql=11:aiftxqr5ldde%7CAllMusic

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Entrevista com Tom Verlaine por Sadi Ranson-Polizzotti

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Tom Verlaine».