Três Irmãos de Sangue

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Três Irmãos de Sangue
 Brasil
2006 •  102 min 
Direção Ângela Patrícia Reiniger
Roteiro Ângela Patrícia Reinigere Cristiano Gualda
Género documentário
Idioma português

Três Irmãos de Sangue é um filme brasileiro de 2006, um documentário dirigido por Ângela Patrícia Reiniger.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme mostra a vida de Betinho, Henfil e Chico Mário e como suas ações se misturam com a história política, social e cultural do Brasil na segunda metade do século XX.

Parte da renda do documentário é doada em benefício da ABIA - Associação Interdisciplinar de AIDS.[1]

Festivais e premiações[editar | editar código-fonte]

Foi exibido em maio de 2007 no Festival de Cinema em Paris e ganhou o prêmio de melhor filme no 5º Cine Fest Petrobras Brasil, em Nova York, após votação em júri popular.

[2]

O filme levou também o prêmio de melhor roteiro no Festival de Goiânia, além de receber menção honrosa no Femina Fest, em julho de 2007.

Betinho, cientista social, exilado político, fundador da Campanha Contra a Fome e a Miséria e Pela Vida, que foi indicado em 1994 ao Prêmio Nobel da Paz;

Henfil, cartunista que lutou pela volta dos exilados durante a ditadura militar e criou a expressão Diretas Já como forma de exigir a volta da democracia ao Brasil; e

Chico Mário foi um músico pioneiro na criação de música independente e compositor de canções contra a tortura.

Os irmãos se destacaram na luta em defesa dos direitos humanos e justiça social.

Referências

  1. Renda do documentário - ABIA - Associação Interdisciplinar de AIDS Três Irmãos de Sangue.
  2. «Três Irmãos de Sangue - Página Oficial» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um documentário (ou documentarista) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.