Trafford Leigh-Mallory

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sir Trafford Leigh-Mallory
Nascimento 11 de julho de 1892
Mobberley, Cheshire, Inglaterra
Morte 14 de novembro de 1944 (52 anos)
Alpes franceses
Ocupação Oficial
Serviço militar
Serviço Força Aérea Britânica
País  Reino Unido
Anos de serviço 1914–1944
Patente Marechal
Conflitos Primeira Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Condecorações Cavaleiro Comandante da Ordem do Banho
Ordem de Serviços Distintos
Comandante com Estrela da Ordem da Polônia Restituta
Comandante-Chefe da Legião do Mérito
Order of Kutuzov, 1st class

Sir Trafford Leigh-Mallory KCB (11 de julho de 189214 de novembro de 1944) foi um comandante sênior da Força Aérea Real (RAF).[1]

Leigh-Mallory serviu como piloto da Royal Flying Corps durante a Primeira Guerra Mundial. Permaneceu na recém-formada RAF após o fim do conflito, atuando em diversos cargos burocráticos e de treinamento durante as décadas de 1920 e 1930. No período antecedente à Segunda Guerra Mundial, era Comandante-Oficial-em-Ar do esquadrão No. 12 Group RAF, e pouco depois do fim da Batalha da Grã-Bretanha, assumiu o comando do No. 11 Group RAF, defendendo as investidas contra Londres.[1]

Em 1942 tornou-se Comandante-em-Chefe do Fighter Command antes de ser designado em 1943 para a mesma função na Força Aérea Expedicionária Aliada, o que o tornou comandante aéreo da Invasão da Normandia.[1]

Em novembro de 1944, enquanto seguia para o Ceilão para assumir o posto de Comandante-em-Chefe do Comando do Sudeste Asiático, sua aeronave colidiu contra os Alpes Franceses. Leigh-Mallory foi o oficial da RAF de mais alta patente a ser morto durante a Segunda Guerra.[1]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d "Air Chief Marshal Sir Trafford Leigh-Mallory" - Air of Authority - A History of RAF Organisation
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.