Transportes de Madrid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde novembro de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Zonas de tarifas para bilhetes de transporte em Madrid

Madrid tem uma rede de transportes bastante vasta e completa. Os vários meios de transporte, e respectivas infrastruturas, estão organizados de forma a reduzidir substancialmente o trânsito automóvel na capital, possibilitando uma rápida circulação, quer de quem circula dentro da cidade, quer de quem se desloca desde a periferia. O metro, o comboio e os autocarros são os mais importantes transportes públicos.

Metro[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Metro de Madrid

O metro de Madrid serve os mais de três milhões habitantes e é uma das redes em maior expansão em todo o mundo. Tem uma ligação à rede que serve a zona sul da cidade, a Metrosur, e é actualmente o segundo maior sistema de metropolitano da Europa ocidental, sendo o primeiro o de Londres. É uma das maiores redes de metro do mundo, tanto pela sua extensão como pelo número de estações. Conta com 316 estações em 12 linhas mais um ramal. O sistema esta com 317 km de vias e opera 1.594 vagões (1.059 motrizes e 535 reboques).

Mapa do metro de Madrid.
Linha Comprimento Estações
1
Pinar de ChamartínValdecarros
23,9 km 33
2
Las Rosas ↔ Cuatro Caminos
9,5 km 16
3
Villaverde AltoMoncloa
16,4 km 18
4
 ArgüellesPinar de Chamartín 
16,0 km 23
5
Alameda de OsunaCasa de Campo
23,2 km 32
6
Circular
23,5 km 28
7
PitisHospital del Henares
30,9 km 29
8
Nuevos MinisteriosAeropuerto T4
16,5 km 8
9 *
MirasierraArganda del Rey
20 + 18 km 22 + 4
10
Hospital del NortePuerta del Sur
36,5 km 32
11
Plaza ElípticaLa Fortuna
5,3 km 6
12
MetroSur
41 km (circular) 28
R
ÓperaPríncipe Pío
1,1 km 2

Nota:
* Inclui a linha de Puerta de Arganda a Arganda del Rey (18 km, 4 estações)

Comboios[editar | editar código-fonte]

A cidade tem uma rede de comboios urbanos, mas também duas redes a nível nacional, sendo uma delas de comboios de alta velocidade.

Rede Cercanías[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Cercanías Madrid

A Cercanías Madrid é a rede de comboios urbanos da Renfe. Serve de certa forma para complementar a rede de metropolitano pois cobre grande parte da Comunidade de Madrid; chega à maioria dos municípios da área metrolitana, estando ligado ao metro em mais de 20 estações.

Mapa da rede Cercanías.
Linha Percurso Comprimento (km)
C-1
Alcalá de Henares/Alcobendas–San Sebastián de los Reyes
56,5
C-2
Guadalajara/Atocha/Chamartín
65,5
C-3
Atocha/Aranjuez
48,3
C-3a
Pinto/San Martín de la Vega
15,1
C-4
Atocha/Parla
24,7
C-5
Móstoles–El Soto/Atocha/ Fuenlabrada/Humanes
45,1
C-7a
Alcalá de Henares/Atocha/Chamartín/Príncipe Pío
79,8
C-7b
Príncipe Pío/Atocha/Chamartín/Colmenar Viejo
30,5
C-8
Atocha/Chamartín/Villalba
C-8a
Atocha/Chamartín/El Escorial
58,8
C-8b
Atocha/Chamartín/Cercedilla
66,1
C-9
Cercedilla/Cotos
18,2
C-10
Villalba/Príncipe Pío/Atocha/Chamartín/Tres Cantos
79,1

Rede Nacional[editar | editar código-fonte]

Rede de Alta Velocidade em Espanha.

Em paralelo com a rede Cercanías existe uma rede nacional de comboios. Em Madrid, os principais terminais são Atocha e Chamartín. Mais recentemente apareceu a jóia da coroa da rede de comboios espanhola - o comboio de alta velocidade Alta Velocidad Española (AVE)[1]. Actualmente,[quando?] prevê-se a construção de 7 000 km centrados em Madrid. Os principais objectivos são de juntar as cidades capitais de província. Algumas dessas linhas estão já em funcionamento[2].

Ponto de Partida
Itinerário
Observações
Madrid
Ciudad Real - Puertollano - Córdova Sevilha em funcionamento
Málaga em funcionamento
Toledo em funcionamento
Talavera de la Reina - Mérida - Badajoz - Lisboa em construção
Segóvia - Valladolid em funcionamento
Guadalajara - Calatayud - Saragoça - Lérida - Tarragona em funcionamento
Cuenca - Valência em funcionamento

Autocarros[editar | editar código-fonte]

Autocarro da EMT junto à Puerta de Europa.

Existe na cidade de Madrid uma rede de autocarros urbanos gerida pelo Consórcio de Transportes de Madrid e pela Empresa Municipal de Transportes de Madrid (EMT Madrid), que opera na cidade interagindo com os outros meios de transporte. Conta com mais de 1.994 veículos e 194 carreiras [3].

Auto-estradas[editar | editar código-fonte]

No que diz respeito ao transporte privado, a cidade está ligada ao resto do país por várias auto-estradas que têm um percurso radial. As mais importantes são:

Nome Itinerário
A-1 Madrid-Aranda de Duero-Burgos-Miranda de Ebro-Vitoria-San Sebastián
A-2 Madrid-Saragoça-Lérida-Barcelona-Gerona-França
A-3 Madrid-Valência
A-4 Madrid-Córdova-Sevilha-Cádiz
A-5 Madrid-Mérida-Badajoz-Lisboa
A-6 Madrid-Medina del Campo-Benavente-Ponferrada-Lugo-Corunha
A-42 Madrid-Toledo

Madrid tem ainda uma série de estradas circunvalatórias, tais como a M-30, que delimita a coroa central da cidade, a M-40 nos bairros residenciais da cidade, a M-45, que contorna o município, e a M-50, que percorre a área metropolitana. Estas auto-estradas servem para descongestionar o centro da cidade.

Aeroporto[editar | editar código-fonte]

Novo terminal (T4) do Aeroporto Internacional de Barajas

Madrid é servida pelo Aeroporto Internacional de Barajas [4]. Barajas é o eixo principal da linhas aéreas Iberia. É um dos principais aeroportos da Península Ibérica para a Europa e para o resto do mundo. O volume de passageiros actual é de 50 milhões por ano, estando assim presente na lista dos vinte aeroportos mais agitados do mundo. Com um crescimento anual de 10%, uns quarto e quinto terminais estão em processo de construção. É esperada uma redução dos atrasos e o dobro da capacidade do aeroporto. Duas novas pistas de aterragem-descolagem estão também a ser construídas, fazendo de Barajas um aeroporto de quatro pistas.

Referências

  1. Alta Velocidade Espanhola
  2. Os percursos das linhas de alta velocidade
  3. Carreiras da Empresa Municipal de Transportes de Madrid (Página oficial) em Maio de 2005.
  4. Aeroporto de Barajas