União Racionalista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A União Racionalista, em francês Union rationaliste, é uma associação francesa sem fins lucrativos, regida pela lei de 1901. Fundada em 1930 pelo médico Henri Roger e o físico Paul Langevin, ela promove o secularismo do Estado, a crítica racional e combate as explicações sobrenaturais. Desde sua criação, ela acolhe entre seus membros cientistas renomados, professores do Collège de France e da Academia de Ciências da França, assim como laureados do Prêmio Nobel e escritores famosos.

A União Racionalista divulga suas ideias por intermediário de uma emissão semanal em uma rádio da rede nacional, France Cultura, por duas revistas, Les Cahiers rationalistes e Raison Présente e por uma editora Les Editions rationalistes.

Nos primeiros anos de sua fundação, o comitê honorário chegou a incluir Albert Einstein, Paul Appell, Émile Borel, Jacques Hadamard, Jean-Maurice Lahy, Henri Piéron, Charles Richet, Paul Rivet, François Simiand e Georges Urbain. [1][2]

Presidentes da União Racionalista[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. https://f-origin.hypotheses.org/wp-content/blogs.dir/1810/files/2019/09/ChapitreLaurens.pdf
  2. Jean-François Picard, La république des savants. La recherche française et le CNRS, Flammarion, 1990, p. 278

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Site oficial : https://union-rationaliste.org/