Uru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Uru (desambiguação).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaUru
Odontophorus capueira back.jpg

Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Galliformes
Família: Odontophoridae
Género: Odontophorus
Espécie: O. capueira
Nome binomial
Odontophorus capueira
(Spix, 1825)

O uru (Odontophorus capueira), também chamado capoeira[1] ou corcovado[1], é uma ave galiforme da família dos odontoforídeos. Vive nas florestas das regiões Centro-oeste e Sul[1] do Brasil. Chega medir até 24 centímetros de comprimento. É topetudo, com as partes superiores castanhas com estrias escuras, região perioftálmica vermelha e partes inferiores cinzentas.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Alimenta-se de frutos como o caruru, de palmiteiros, uvas-de-rato, ou pinhões de Araucária, além de sementes e provavelmente, insetos e artrópodes.[2]

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Nidificam no solo, às vezes dentro de um buraco, confeccionado, em todo caso, uma construção de folhas secas que se apresenta com uma toca de entrada lateral de sólido teto. Podem ser aproveitadas as tocas escavadas por tatus, onde a ave choca 5 ovos ou mais. Os filhotes nidífugos escondem-se em buracos e cavidades no solo. Procriam nos primeiros meses do ano, no período seco.[2]

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Vive em toda área leste do Brasil, do Nordeste ao Sul, além das áreas fronteiriças com o Paraguai e a Argentina, no solo de florestas densas e escuras, onde é vista aos pares ou em grupos familiares de 15 ou mais indivíduos, que são territoriais e agressivos com os bandos vizinhos. Quando assustados, podem fugir correndo pelo solo ou voando.[2]

Habitat[editar | editar código-fonte]

Habita em clareiras, matas de araucária e matas subtropicais, na Mata Atlântica de encosta em matas secundárias altas, matas de tabuleiro no Nordeste e em matas secas. A espécie habita áreas de florestas primárias ou em bom estado de conservação.[2]

Referências

  1. a b c FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 743
  2. a b c d «Wikiaves». Consultado em 13 de maio de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.