Very Low Frequency

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados de Frequência, veja Frequência (desambiguação).

VLF é a sigla para Very Low Fequency - Frequências Ultra Baixas

Radiação eletromagnética com esta frequência é emitida, por exemplo, pelas linhas de transmissão de energia elétrica em corrente alternada.

Também é usada para a rede de comunicação via rádio de submarinos. As antenas para este tipo de rádio-comunicação são enormes, devido ao grande comprimento de onda.

Frequências Ultra Baixas são usadas para examinar os problemas geoambientais em camadas sedimentares rasas e de baixa condutividade, na exploração de águas subterrâneas e na localização da posição de corpos de fontes anômalas sob a superfície. A tecnologia eletromagnética VLF é usada na faixa de frequência de 15 a 30 kHz. A VLF utiliza também as ondas portadoras de transmissão de comunicações distantes e poderosas de organizações militares. VLF também é usado para sinalizadores de navegação por rádio (alfa) e sinais de tempo (beta). VLF também é usado em pesquisas geofísicas eletromagnéticas. Historicamente, esta banda foi usada para comunicação de rádio transcontinental durante a era telegráfica sem fio entre 1900 e 1925. Nações construíram redes de estações de rádio LF e VLF de alta potência que transmitiam informações de texto pelo código Morse, para se comunicar com suas colônias e frotas navais. Tentativas iniciais foram feitas para usar em radiotelefonia usando modulação de amplitude e modulação de banda unilateral dentro da banda a partir de 20 kHz, mas o resultado foi insatisfatório porque a largura de banda disponível era insuficiente para conter as bandas laterais.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências


Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.