Violeta (cor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Violeta
Coordenadas espetrais
Comprimento de onda 380–450 nm
Frequência 800–715 THz
Coordenadas de cor
Tripleto hexadecimal #7F00FF
sRGB (r, g, b) (127, 0, 255)
CMYK (c, m, y, k) (50, 100, 0, 0)
HSV (h, s, v) (274°, 100%, 100%)

O violeta ou lilás é uma cor constituída pelos menores comprimentos de onda da luz visível, entre 455 e 390 nanômetros. Acima da frequência do violeta (comprimentos de onda menores do que 390 nm até 15 nm) a luz passa a não ser mais visível, denominando-se ultravioleta. Esta cor, assim como todas as cores derivadas de substantivos (rosa, vinho, cinza), nunca deve ser flexionada no plural (cartões violeta, tecidos violeta etc.).

Como pigmento, pode ser obtido da mistura de magenta e azul.

O violeta é uma cor fria presente em flores e organismos vegetais de maneira geral, mas seu pigmento é dificilmente extraído.

Hematomas, coágulos de sangue sob a pele, adquirem um tom violeta por alguns dias após uma pancada.

Diz-se que a luz violeta tem propriedades relaxantes. O roxo está associado à noite.

Uso na Natureza[editar | editar código-fonte]

Orquídea com a coloração roxa.

Existem muitas espécies de Orquídeas, algumas espécies podem conter a coloração roxa, na maioria das vezes, acompanhadas do branco.

Espécie variante da Ameixeira violeta.

A ameixa é um fruto dado em sua árvore frutífera. Muitos a consideram vermelha, em uma variação de Borgonha (Vinho).

Pedaço de Ametista, minério variante do Quartzo.

A Ametista ou Quartzo roxo, é uma espécie de minério variante do Quartzo, é um minério raro encontrado em algumas partes do sul da África e em algumas regiões específicas da Região Nordeste do Brasil.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Violeta

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre cor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.