Onda média

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A onda média também conhecida como "Ondas Médias (OM)", é uma banda de rádio compreendida entre as frequências de 300 kHz e 3000 kHz. Em inglês, a abreviatura para onda média é MW (Medium-Wave). Esta faixa de frequências é usada em quase todo o mundo para radiodifusão.

Nos Estados Unidos as estações de rádio que emitem em onda média estão separadas em canais de 10 kHz com bandas laterais de +-5 kHz, enquanto que na Europa essa separação é de 9 kHz com bandas laterais de 4.5 kHz.

As ondas médias permitem uma qualidade de som razoável para voz, mas claramente insuficiente para música de alta fidelidade, sendo uma banda que atualmente tem pouca audiência em Portugal, pois a maior parte das estações de rádio utilizam a banda de frequência modulada (FM), que permite uma boa qualidade de som e baixo ruído, embora o alcance dos emissores seja menor.

Com o avanço do rádio digital (em caráter experimental no Brasil), possibilitará uma melhor recepção no aúdio em especial nas Ondas Médias, Ondas Curtas e Ondas Tropicais.

Onda Longa (Sub categoria de onda média)[editar | editar código-fonte]

Baixa Frequência  do espectro de ondas eletromagnéticas, ou simplesmente "Ondas Longas (OL)" LF ou Onda Longa , é uma banda de Rádio (RF) que se situa na gama de 30 kHz até 300 kHz. Em alguns lugares da Terra, a banda de LF é utilizada em radiodifusão, porém, devido comprimento de onda serve para balizamento aéreo, navegação (LORAN), informações meteorológicas e em pesquisas das camadas ionosféricas.1

Entre 40 e 80 kHz, existem vários serviços de transmissão de hora legal. Alguns exemplos:

  • JJY - Japão, em 40 e 60 kHz.
  • MSF - Anthorn, na Inglaterra, em 60 kHz.
  • WWVB - No Colorado, Estados Unidos em 60 kHz.
  • HBG - Em Prangins, Suíça, na frequência de 75 kHz.
  • DCF77 - Frankfurt, Alemanha, em 77.5 kHz.

A radiosinalização em frequência em torno de 50 kHz, é capaz de atingir profundidades subaquáticas abaixo de 200 metros. Quanto mais longo o comprimento de onda (Menor frequência), maior a profundidade alcançada.

A maioria das comunicações submarinas são efetuadas em LF Ondas Longas.

Considerando que as baixas frequências são de propagação terrestre somente, a precisão dos sinais emitidos não é afetada através de diversos caminhos entre o transmissor, a ionosfera, e o receptor.

A maior distância de recepção ja comprovada , inclusive em video , na faixa de ondas longas foi de 9.434 KM quando no dia 06 de março de 2015 o Dexista Brasileiro Daniel Wyllyans realizou esse feito ja mais visto desde o inicio da radiodifusão recebeu o sinal em Nova Xavantina Mato Grosso da Radio Europe 1 , em 183 khz uma emissora de origem Francesa que tem o transmissor localizado em Felsberg , na Alemanha , dias anteriores o Dexista havia recepcionado a Radio Medi 1 de Nador no Marrocos em 171 khz a 7604 KM e a Radio France Inter em 163 khz a 8.758 KM de Distancia . todas recepções foram comprovadas por videos , e inclusive confirmadas por vários Radioamadores

e Dexistas Europeus como o F5NLX Jean Marie Monplot e Senderjaeger Mathias ambos da França e Alemanha. no Brasil o fato foi bem recebido e esclarecido por vários Dexistas como Jorge Freitas , Fábio Sousa e George Cunha .

Depois disso abriu-se novas conclusões e novos estudos de como realmente funciona as propagações da faixa de ondas longas LF .

No dia 14 de março de 2015 o Dexista voltou com outra escuta desta vez da RTE 1 localizada na Irlanda a 8.655 KM de distancia de Nova Xavantina

Longas distâncias[editar | editar código-fonte]

Devido a possibilidade de transmissão por longas distâncias (DX) associada ao uso de ondas médias, algumas transmissões de radiodifusão regionais ou nacionais são sintonizadas em locais muito distantes, especialmente pelos radioamadores e rádio escutas swl (chamados no Brasil de "dexistas"),

Muitos dexistas como no Brasil , rádio amadores e rádio escutas swl sintonizam as rádios e compõem relatórios de recepção, qualificando a qualidade da transmissão e descrevendo detalhadamente o conteúdo da transmissão. Os rádio escutas enviam esses relatórios para as emissoras que, em contrapartida, emitem um certificado de escuta chamado "cartão QSL".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Recepção de ondas médias com ferrite

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telecomunicações é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.