Waldemar Bastos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde outubro de 2016)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de «Waldemar Bastos» na Wikipédia em inglês (desde janeiro de 2013). Ajude e colabore com a tradução.
Waldemar Bastos
Informação geral
Nome completo Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos
Nascimento 4 de janeiro de 1954 (65 anos)
Origem M'Banza Kongo,
África Ocidental
País  Angola
Ocupação(ões) Cantor, Músico e Compositor
Instrumento(s) Vocal, Guitarra
Período em atividade 1983 - atualmente
Gravadora(s) EMI Records/EMI Portugal (1983-1992),
Luaka Bop (1997),
World Connection (2004)

Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos, conhecido como Waldemar Bastos (M'Banza Kongo, África Ocidental Portuguesa atual Angola em 4 de Janeiro de 1954), é um músico e cantor angolano que combina Afropop, Português (Fado), e influências brasileiras.

História[editar | editar código-fonte]

Começou a cantar em uma idade muito precoce utilizando instrumentos de seu pai. Após a independência de Angola em 1975, devido aos acontecimentos da Revolução dos Cravos, com a idade de 28 ele fugiu da República Popular de Angola para Portugal. Ele emigrou para Portugal a fim de escapar da guerra civil entre o marxista MPLA - Movimento Popular de Libertação de Angola e a UNITA regime apoiado pelo Ocidente - União Nacional para a Independência Total de Angola. Waldemar Bastos considera a sua música como reflexo da própria vida e suas experiências, composta para elogiar a identidade nacional. Os seus temas fazem um apelo à fraternidade universal. Ao longo dos seus 40 anos de carreira em 2008 foi distinguido com um Diploma de Membro Fundador, de 25 anos, da União dos Artistas e Compositores e um Prémio Award, em 1999, pela World Music.O jornal New York Times considerou, em 1999, o seu disco “Black Light” uma das melhores obras da época.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1983: Estamos Juntos (EMI Records Ltd)
  • 1989: Angola Minha Namorada (EMI Portugal)
  • 1992: Pitanga Madura (EMI Portugal)
  • 1997: Pretaluz [blacklight] (Luaka Bop)
  • 2004: Renascence (World Connection)
  • 2008: Love Is Blindness (2008)
  • 2012: Classics of my soul (2012)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.