Walter Pinto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Walter Pinto
Nascimento 17 de janeiro de 1913
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro1908.gif Distrito Federal
Morte 21 de abril de 1994 (81 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Autor teatral
Produtor

Walter Pinto (Rio de Janeiro, 17 de janeiro de 1913 — Rio de Janeiro 21 de abril de 1994) foi um produtor e autor de teatro brasileiro, responsável direto pela renovação no país do teatro de revista.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Walter formou-se em Contabilidade e Ciências Econômicas, mas acabou dedicando-se à Companhia de Teatro Pinto, fundada por seu pai, dirigindo-a depois da morte de seu irmão Álvaro, ainda na década de 1940. Dá início à Companhia Walter Pinto, que veio a se tornar a maior delas no teatro musicado, encenando Revistas e revelando uma geração de atores, músicos e compositores, dentre os quais se podem listar: Dercy Gonçalves, Carmem Miranda, Assis Valente, etc.

Foi um dos maridos da vedete Íris Bruzzi.

Atuou como ator em dois filmes:

  • Samba da Vida (1937) e
  • Mujeres de fuego (1959) (br: Mulher de Fogo)

Renovação da revista[editar | editar código-fonte]

Walter Pinto consagrou-se neste gênero, que renovou e proporcionou seu auge, com espetáculo em que a cenografia e grandes efeitos eram o principal atrativo - e não propriamente um enredo ou a presença de determinada estrela em cena.

Venceu, pela Associação Brasileira de Críticos Teatrais (ABCT) os prêmios de melhor produtor de teatro musicado do ano em 1949, 50, 51 e 1953, com a medalha de ouro.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • PAIVA, Salvyano Cavalcanti de. Viva o Rebolado: vida e morte do teatro de revista brasileiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1991. 693 p.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]