Weidenfeld & Nicolson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Weidenfeld & Nicolson
Fundação 1948
Fundador(es) George Weidenfeld e Nigel Nicolson
Sede Londres, Reino Unido
Produtos Livros
Holding Orion Publishing Group
Website oficial orionbooks.co.uk

Weidenfeld & Nicolson Ltd (estabelecida em 1948), muitas vezes abreviada para W&N ou Weidenfeld, é uma editora britânica de livros de ficção e referência. A partir de 1991 tornou-se uma divisão do Orion Publishing Group.

História[editar | editar código-fonte]

George Weidenfeld e Nigel Nicolson fundaram Weidenfeld & Nicolson em 1948 e estabeleceram uma sólida reputação por publicar títulos controversos como Lolita, de Vladimir Nabokov (1959) e Retrato de um Casamento (1973), a biografia da mãe de Nicolson, Vita Sackville-West. Em seus primeiros anos Weidenfeld também publicou obras de não-ficção por Isaiah Berlin, Hugh Trevor-Roper, e Rose Macaulay, e romances de Mary McCarthy e Saul Bellow. Mais tarde, a editora publicou uma série de títulos escritos por líderes mundiais e historiadores, juntamente com ficção contemporânea e lustrosos livros ilustrados.[1][2]

Weidenfeld foi uma das primeiras aquisições da Orion após a fundação do grupo, em 1991, e formou o núcleo de suas ofertas. Naquela época as impressões da Weidenfeld incluíram a Phoenix, a sua própria criação muito mais cedo; que J.M. Dent adquiriu em 1988 e, portanto, estabelecendo sua Everyman Library. As editoras têm aumentado consideravelmente desde a aquisição pela Orion e da aquisição da Orion, por sua vez pela Hachette Livre em 1998.[3] (Os direitos para a Everyman Library foram vendidos em 1991, e sobreviveu como uma propriedade da Random House. Os direitos simples da Everyman Classics continuaram sob a Orion).

No final de 2013, a W&N publicou a edição britânica (e a subsidiária da Hachette, Little, Brown and Company a edição estadunidense) de I am Malala, o livro de memórias de Malala Yousafzai com Christina Lamb. Malala Yousafzai é uma paquistanesa, uma ativista da educação feminina, e uma candidata ao Prêmio Nobel da Paz em 2014. [4][5]

Referências

  1. A brief history, "Weidenfeld & Nicolson".
  2. "About Orion". The Orion Publishing Group (orionbooks.co.uk). Recuperado em 16-09-2015.
  3. A brief history, "Foundation".
  4. "Shot Pakistani teen Malala Yousafzai writing book". Associated Press (London). 28 de março de 2013. MSN News (msn.org). Recuperado em 16 de setembro de 2015.
  5. "Formats and Editions of I am Malala". WorldCat. Recuperado em 16 de setembro de 2015.
Citações

Ligações externas[editar | editar código-fonte]