Wendigo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

wendigo ( /ˈwɛndɪɡ/) ou windigo (também wetiko) é, no folclore algonquiano, uma criatura devoradora de homens ou espírito maligno nativo das florestas do norte da costa atlântica e da Região dos Grandes Lagos dos Estados Unidos e Canadá. O wendigo pode aparecer como um monstro com algumas características de um ser humano ou como um espírito que possuiu um ser humano e os tornou monstruosos. Historicamente, está associado ao assassinato, à ganância insaciável e aos tabus culturais contra esses comportamentos.[1]

A criatura empresta seu nome ao controverso termo médico moderno Wendigo psychosis, descrito pelos psiquiatras como uma síndrome cultural com sintomas como um intenso desejo por carne humana e medo de se tornar um canibal.[2] Em algumas comunidades indígenas, a destruição ambiental e a ganância insaciável também são vistas como uma manifestação da psicose de Wendigo.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Brightman (1988):337, 339, 343, 364
  2. Brightman (1988):337–8, 374
  3. Horn, Kahntineta (14 de março de 2013). «Boogie Men». mohawknationnews.com. Kahnawake: Mohawk Nation News 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Brightman, Robert A. (1988). «The Windigo in the Material World» (PDF). Ethnohistory. 35 (4): 337–379. JSTOR 482140. doi:10.2307/482140. Cópia arquivada (PDF) em 8 de abril de 2019 
  • Colombo, J.R. ed. Wendigo. Western Producer Prairie Books, Saskatoon: 1982.
  • Goddard, Ives (1969). «Owls and Cannibals: Two Algonquian Etymologies». Paper presented at the Second Algonquian Conference, St. John's, Newfoundland 
  • Johnston, Basil (1990) [1976]. Ojibway Heritage. Lincoln: University of Nebraska Press 
  • Johnston, Basil (2001) [1995]. The Manitous. St. Paul: Minnesota Historical Society Press 
  • Marano, Lou (1982). «Windigo Psychosis: The Anatomy of an Emic-Etic Confusion». Current Anthropology. 23: 385–412. doi:10.1086/202868 
  • Parker, Seymour (1960). «The Wiitiko Psychosis in the Context of Ojibwa Personality and Culture». American Anthropologist. 62 (4): 603–623. doi:10.1525/aa.1960.62.4.02a00050 
  • Smallman, Shawn (2014). Dangerous Spirits: The Windigo in Myth and History. Victoria, BC: Heritage House Publishing Company. ISBN 9781772030334 
  • Teicher, Morton I. (1961). "Windigo Psychosis: A Study of Relationship between Belief and Behaviour among the Indians of Northeastern Canada." In Proceedings of the 1960 Annual Spring Meeting of the American Ethnological Society, ed. Verne P. Ray. Seattle: University of Washington Press.
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.