Wikipédia:Pedidos de opinião/§§3.3 e 3.4 da PB

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Revisão da parte geral[editar código-fonte]

Algumas regras:

  1. Esta tentativa não é uma votação, mas pode ajudar a apontar algum consenso, caso haja alguma unanimidade, ou, caso, mesmo em não havendo, fique claro o espaço da cedência. O objetivo máximo deste esforço é tentar capturar qual é o sentimento da comunidade sobre o tema.
  2. Opine e chame outros para opinar. Como não estamos votando e nem propondo nada, solicite opiniões.
  3. Se as propostas que estão presentes não refletem sua opinião, crie uma nova alternativa que reflita o que pensa.


Proposta[editar código-fonte]

Objetivo: Trago discussão iniciada em Wikipédia:Café dos administradores#A seção 3.4. da PB está revogada? para cá. Tendo em vista Wikipédia:Esplanada/propostas/Substituir pedidos de bloqueio por intervenção de administradores (1abr2020) e outros problemas graves da parte geral, além do debate inicial, resolvi modificar toda a parte geral.

Parte geral atual

  • 3.1 Todo administrador tem autonomia para fazer um julgamento inicial, dentro dos limites estabelecidos no destaque abaixo. Cada situação é descrita pelo "motivo", pelo "tempo mínimo" de bloqueio (o tempo inicial sugerido para os casos menos graves) e pelo "tempo máximo" (que só deve ser aplicado caso exista algum agravante que o justifique). Fatores como gravidade ou reincidência dos atos devem ser considerados na escolha do tempo de bloqueio especificado nos intervalos de referência.
  • 3.2 Em todos os casos, outros administradores têm autonomia para efetuar o desbloqueio, a diminuição do tempo ou abrangência do bloqueio, caso julguem o primeiro exagerado, injusto ou passível de ser tratado apenas com restrições específicas. Se o administrador que efetuou o bloqueio inicial discordar do reajuste, tenta-se o acordo através do diálogo e, em caso de impasse irredutível, deve ser aberto um pedido de revisão do bloqueio.
  • 3.3 Para alertar os administradores de plantão sobre ocorrências passíveis de bloqueio, podem ser enviadas solicitações à página de pedidos de bloqueio, criando-se, para tanto, uma seção específica, conforme as instruções presentes em seu cabeçalho. Os comentários e justificativas devem-se pautar sempre pela civilidade e observância às normas de conduta. Discussões sobre bloqueios já aplicados, propostas de bloqueio e pedidos de revisão terão lugar somente em Discussão de bloqueio, onde a participação de todos é irrestrita. As solicitações efetuadas na página de pedidos de bloqueio só podem ser encerradas por administradores, exceto nos casos em que o pedido pode ser atendido por reversores. Nessa situação, os mesmos podem encerrar o pedido. Em pedidos de bloqueio que envolvam dois editores autorrevisores é requerida a apresentação de evidência (diff) de que já se tentou resolver o conflito em páginas de discussão ou página de discussão de usuário antes do envolvimento dos administradores. Sem isto, os administradores poderão ignorar ou fechar o pedido citando a falta de disposição dos envolvidos em resolver amigavelmente o conflito.[1][2]
  • 3.4 As seções de pedidos ou discussão de bloqueios não são um fórum. Portanto, não é permitido tecer comentários em páginas de pedidos a administradores ou em outros locais críticos do projeto, como, por exemplo, as seções de pedidos a verificadores ou burocratas, aproveitando-se da visibilidade do espaço (e levando, consequentemente, à deterioração da qualidade da discussão). Esta ação resultará em bloqueio imediato (parcial ou total), sobretudo, em se tratando de usuários experientes e conhecedores das políticas e recomendações. Se houver necessidade de comentar, o editor deverá utilizar a página de discussão. Comentários ofensivos devem ser removidos. Quando não for possível a remoção, a compactação pode ser feita.[1]
  • 3.5 Ocorrências em páginas ou domínios específicos, como, por exemplo, abuso do espaço público, guerra de edições ou utilização ilícita de fantoches com único propósito de adulterar o resultado de votações ou reforçar um ponto de vista (sem comportamento desestabilizador configurado), podem ser tratadas, alternativamente, com bloqueios parciais. Usuários que incorram em violações mais graves, como atos de vandalismo, uso da Wikipédia para dirigir ofensas, ameaças ou atentados à integridade de contas ou do projeto, devem ser submetidos a bloqueios de abrangência plena, obrigatoriamente.
  • 3.6 Como medida de prevenção e combate a vandalismos, queixas de abusos ou tentativas recorrentes de fraude, faixas e endereços de IP também poderão ser incluídos ao filtro de edições pelo tempo conveniente e necessário, desde que não haja risco potencial de prejuízo a usuários inocentes.
  • 3.7 Não são motivos para bloqueio: a exposição de opiniões, ideias, críticas, sugestões, propostas (mesmo que não-consensuais) nos locais adequados, respeitando as normas de conduta, a prática de atos que não estejam dentro dos servidores da Wikipédia, desde que o usuário não faça ligações externas das suas difamações dentro da Wikipédia.
  • 3.8 Ninguém poderá ser bloqueado novamente, se esse bloqueio for baseado em uma ação já punida anteriormente.


Proponho:

Parte geral Todo administrador tem autonomia para fazer um julgamento inicial, dentro dos limites estabelecidos no destaque abaixo. Cada situação é descrita pelo "motivo", pelo "tempo mínimo" de bloqueio (o tempo inicial sugerido para os casos menos graves) e pelo "tempo máximo" (que só deve ser aplicado caso exista algum agravante que o justifique). Fatores como gravidade ou reincidência dos atos devem ser considerados na escolha do tempo de bloqueio especificado nos intervalos de referência.

Em todos os casos, outros administradores têm autonomia para efetuar o desbloqueio, a diminuição do tempo ou abrangência do bloqueio, caso julguem o primeiro exagerado, injusto ou passível de ser tratado apenas com restrições específicas. Se o administrador que efetuou o bloqueio inicial discordar do reajuste, tenta-se o acordo através do diálogo e, em caso de impasse irredutível, deve ser aberto um pedido de revisão do bloqueio. Discussões sobre bloqueios já aplicados, propostas de bloqueio e pedidos de revisão terão lugar somente em Discussão de bloqueio, onde a participação de todos é irrestrita.

Como medida de prevenção e combate a vandalismos, queixas de abusos ou tentativas recorrentes de fraude, faixas e endereços de IP também poderão ser incluídos ao filtro de edições pelo tempo conveniente e necessário, desde que não haja risco potencial de prejuízo a usuários inocentes.

Não são motivos para bloqueio: a exposição de opiniões, ideias, críticas, sugestões, propostas (mesmo que não-consensuais) nos locais adequados, respeitando as normas de conduta.

Ninguém poderá ser bloqueado novamente, se esse bloqueio for baseado em uma ação já punida anteriormente.


Obs: Este pedido de opinião será enviado à esplanada após estabilizado em uma proposta. Felipe da Fonseca (discussão) 20h39min de 7 de junho de 2021 (UTC)

Discussão[editar código-fonte]

Symbol comment vote.svg Comentário Vou repetir em parte o que disse no café dos administradores.

  • Isso não são pontos. Esses parágrafos eram o texto introdutório da secção e foram transformados em "pontos" por um sock do Quintinense nesta edição. É importante fazer esta distinção porque esses parágrafos são apenas informativos e qualquer alteração parágrafos não é uma alteração na política ou dos procedimentos em si.
  • O parágrafo "3.3" está claramente obsoleto e está a veicular informações erradas que só confundem os editores. Já não existe a página de pedidos de bloqueio, que foi abolida no ano passado e suplantada pela página de notificação de problemas. Esse parágrafo tem que ser integralmente reformulado para refletir o novo processo. Concordo com o que foi sugerido mis acima, mas é insuficiente. O parágrafo deve começar por indicar que ao se deparar com quaisquer problemas ou conflitos com editores problemáticos, a pessoa deve abrir um pedido em wp:NI.
  • O parágrafo "3.4" está totalmente obsoleto ao nível das notificações de incidentes e em grande parte obsoleto nos restantes pedidos. Aos mais novos isto pode parecer incrível, mas ainda há pouco tempo qualquer pessoa que comentasse um pedido de bloqueio arriscava-se a ser bloqueada. Não era preciso ofender nem abusar do espaço público, o próprio comentário era a violação. Se o visado se fosse lá defender de acusações injustas acabava bloqueado por "abuso de espaço público". Se alguém o defendesse, o aconselhasse, o informasse ou trouxesse evidências adicionais também acabava bloqueado por "abuso de espaço público". Só um administrador podia responder e encerrar como feito ou negado. Obviamente, este sistema estapafúrdio perpetuava e legitimava uma série de abusos intermináveis. Há uns anos isto começou a mudar com a possibilidade de introduzir uma defesa e foi definitivamente enterrado com a mudança para a notificação de incidentes. A notificação de incidentes é sim uma página onde é admitido diálogo e os comentários não têm nada que ser removidos.
  • Então e o 3.4 continua-se a aplicar a outras páginas de pedidos? Sinceramente, também aqui este parágrafo está mais do que obsoleto. Hoje em dia ninguém é bloqueado só por comentar em páginas de pedidos. Esses tiques ditatoriais já estão mais do que enterrados no passado. Obviamente que são espaços onde deve haver maior zelo em fazer respeitar as regras de conduta e muito menor tolerância a off-topic. Mas isso é uma coisa completamente diferente de bloquear na hora só porque comentou. Esse "parágrafo" é para ser integralmente removido. JMagalhães (discussão) 00h03min de 8 de junho de 2021 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário: Os itens menciados foram redigidos numa reformulação de políticas em 2009 juntamente com a aprovação de Wikipédia:Abuso do espaço público, que é uma recomendação mais geral. Naquela época, o abuso desses espaços de resolução de problemas era enorme e não havia meios de conter, por isso tais dispositivos precisaram ser apovados. Atualmente há respeito pelos espaços públicos do projeto e não se questiona que comentários fora de pauta sejam removidos e que usuários sejam bloqueados pelo mau uso das páginas. Portanto, não vejo mais razões para termos regras tão draconianas. Não é razoável proibir acrescentar novas evidências a uma notificação de vandalismo, também é impensável que não se possa dialogar nas notificações de incidentes. Acho que basta dizer que espaços de pedidos são sensíveis e deve-se zelar ao máximo por WP:NC, WP:AEP e WP:NDD. Lechatjaune msg 01h11min de 8 de junho de 2021 (UTC)

JMagalhães e Lechatjaune seria então o caso de fazer uma proposta: 1) retirando a ação de Q., isto é, a) separando a parte geral da específica; b) retirando completamente a numeração da parte geral e 2) eliminando completamente o que hoje forma o ponto 3.4. e reformulando o 3.3. para minha sugestão acrescentado o sugerido por JMagalhães? Se sim, vou trazer toda a primeira parte para cá para discuimos ela antes de levar à esplanada.--Felipe da Fonseca (discussão) 15h30min de 12 de junho de 2021 (UTC)

Outra possibilidade seria fechar este pedido de opinião, e abrir um para discutir toda a parte geral. A vantagem é que o nome do pedido seria mais claro e poderia atrair mais pessoaos ao debate, o que vocês acham?--Felipe da Fonseca (discussão) 16h31min de 12 de junho de 2021 (UTC)

Discussão nova proposta[editar código-fonte]

JMagalhães e Lechatjaune poderiam por favor avaliar a nova proposta? Percebam que existem outras coisas absurdas nesta parte geral que tive que retirar, como, p.ex.: "Não serão bloqueados [...] a prática de atos que não estejam dentro dos servidores da Wikipédia, desde que o usuário não faça ligações externas das suas difamações dentro da Wikipédia.", o que é isso? rs. Obrigado, --Felipe da Fonseca (discussão) 20h47min de 13 de junho de 2021 (UTC)

Symbol comment vote.svg Comentário como a anterior, Symbol support vote.svg Concordo também com essa. Liquet Id dice 14h35min de 14 de junho de 2021 (UTC)