William Guarnere

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Artigo sem fontes =

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo.
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Editor: considere colocar o mês e o ano da marcação. Isso pode ser feito automaticamente, substituindo esta predefinição por {{subst:rec}}


William Guarnere
William Guarnere durante o treinamento básico
Conhecido(a) por Wild Bill e "Gonorreia"
Nascimento 28 de abril de 1923
Filadélfia, Pensilvânia
Morte 8 de março de 2014 (90 anos)
País US flag 48 stars.svg Estados Unidos
Força Exército
Anos em serviço 1942–1945
Hierarquia Army-USA-OR-06.svg Staff Sergeant
Unidade Easy Company, 2 º Batalhão, Regimento de Infantaria Pára-quedistas 506, da 101 ª Divisão Aerotransportada. US 101st Airborne Division patch.svg
Batalhas/Guerras Segunda Guerra Mundial

William J. "Wild Bill" Guarnere (28 de abril de 19238 de março de 2014) foi um sargento veterano da Easy Company, 2nd Battalion, 506th Parachute Infantry Regiment, 101st Airborne Division do Exército dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial.

Juventude[editar | editar código-fonte]

William Guarnere nasceu no sul da Filadélfia, Pensilvânia, caçula de 10 irmãos, filho de Joseph "Joe" e Augusta Guarnere. Durante a Grande Depressão, ele foi incluído no programa Cidadão Militar Training Camp (CMTC), programa de ajuda do governo. Sua mãe havia dito aos recrutadores que ele tinha 17 anos quando na verdade estava com 15, idade aceita para o programa. Passaria três verões na CMTC, mas acabou levando quatro anos para ser concluí-lo. O plano era que uma vez concluído seu treinamento, se tornaria um oficial no Exército dos Estados Unidos. Infelizmente, depois do seu terceiro ano, o programa foi cancelado devido à guerra que já havia explodido na Europa.

Em 31 de agosto de 1942, Guarnere alistou-se no Regimento Pára-quedista e começou a treinar no Camp Toccoa, na Geórgia.

Serviço Militar[editar | editar código-fonte]

William Guarnere seria destacado para a Easy Company, 2 º Batalhão, Regimento de Infantaria Pára-quedistas 506, da 101ª Divisão Aerotransportada. Faria seu primeiro salto em combate no D-Day, como parte da invasão aliada da França. Divisão esta que seria uma das precursoras do ataque, juntamento com a 82ª Divisão Aeroterrestre. Ele ganhou o apelido de "Wild Bill" por causa de sua atitude negligente em relação aos alemães.

Outro apelido que ele possuia era gonorreia devido a semelhança com seu sobrenome (esta foi usada na minissérie Band of Brothers). Demonstrava forte ódio para com os alemães, porque um dos seus irmãos mais velhos, Henry, foi morto lutando contra o exército alemão na campanha italiana de Monte Cassino.

Guarnere faria jus ao seu apelido de "Wild Bill", um terror no campo de batalha, atacando ferozmente os alemães, durante os confrontos.

Série Band of Brothers[editar | editar código-fonte]

Na série de TV criada pelo canal estadunidense HBO e entitulada Band of Brothers, Bill Guarnere é representado por diversas vezes, como no Capítulo 02, madrugada de 6 de junho de 1941, dia D. Após saltar sobre a Normandia, reagrupa-se ao Tenente Winters e outros homens de unidades mistas para tomar a pequena vila de Sainte-Marie-du-Mont. A caminho do objetivo, encontram um comboio alemão de abastecimento. Winters posiciona os homens em uma emboscada embaixo de uma ponte e dá ordens para abrir fogo apenas ao seu comando, mas Bill desobedece as ordens e abre fogo ao primeiro sinal do inimigo, levando os demais a atirar, matando todos os alemães da unidade.

Mais tarde, na manhã do dia 6 de junho, Winters recebe ordens para atacar uma bateria de canhões obus de 105mm em Brécourt Manor. O 2º Pelotão, do qual Guarnere é o sargento, é destacado, juntamente com um grupo de 11 homens para atacar a bateria alemã. atacou a força alemã, com aproximadamente 50 soldados. O ataque liderado por Winters é demonstrado ainda hoje na academia militar de West Point como um exemplo de ataque a um alvo fixo.[1]

No capítulo 7 Durante a Batalha de Bastogne (Batalha do Bulge), Bill é atingido por um morteiro na perna direita. e também alguns estilhaços nas nádegas direita. Em 17 de outubro foi retirado da frente e batalha e enviado para um Hospital na Inglaterra.

Perdeu parte da perna em tentativa de ajudar seu amigo Joe Toye em um bombardeio alemão na floresta das ardenas, amputada um pouco acima do joelho. Após ter sido dispensado em 1945, recebeu um atestado de 80% de invalidez. Em 1967, finalmente obteve atestado de invalidez total e conseguiu aposentar-se. Seu filho mais velho também foi paraquedista, no Vietnã. Ele foi interpretado na minissérie Band of Brothers da HBO pelo ator Frank John Hughes.

Guarnere recebeu a Estrela de Prata por bravura em combate, durante o assalto a Brécourt Manor no Dia D, mais tarde foi condecorado com duas Estrela de Bronze e duas Purple Hearts, fazendo dele um dos dois únicos membros da Easy Company (sendo o outro Lynn Compton), a ser concedido a Silver Star durante todo o período da guerra, enquanto membro da Easy.

Condecorações[editar | editar código-fonte]

  • Silver Star
  • Bronze Star
  • Purple Heart
  • Good Conduct Medal
  • European-African-Middle Eastern Campaign Medal
  • World War II Victory Medal
  • Presidential Unit Citation

Referências

  1. Ambrose (1992), destaca em seu livro "Band of Brothers" a dura batalha da 101ª Divisão Aerotransportada durante o cerco a Bastogne, fato este reconhecido pelo Comando Supremo dos Aliados, como sendo o primeiro caso em que uma divisão inteira recebia a Medalha Congressual de Honra ao Mérito (The Distinguished Unit Citation), instituída em 26 de Fevereiro de 1942. É uma condecoração concedida pelo Presidente dos Estados Unidos em nome do Congresso Americano a uma unidade militar americana e de nações co-beligerantes por heroísmo extraordinário em situações de combate extremamente difíceis e perigosas, em que a unidade tenha exibido determinação e coragem e principalmente espírito de equipe.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Ambrose, Stephen E. - Band of Brothers, Editora Bertrand Brasil -2006
  • Ambrose, Stephen E. - Soldados Cidadãos,Editora Bertrand Brasil - 2008
  • Young, Brigadeiro Peter - A Segunda Guerra Mundial, Círculo do Livro - 1980
  • Winters, Richard D., with Cole C. Kingseed (2006). Beyond Band of Brothers: The War Memoirs of Major Dick Winters . St. Martin's Press..

Ver também[editar | editar código-fonte]