William Lindsay Alexander

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
William Lindsay Alexander
Nascimento 24 de agosto de 1808
Leith
Morte 20 de dezembro de 1884 (76 anos)
Musselburgh
Nacionalidade Reino Unido Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Alma mater Universidade de Edimburgo
Ocupação Teólogo

William Lindsay Alexander (Leith, 24 de agosto de 1808 – Musselburgh, 20 de dezembro de 1884) foi um teólogo e líder religioso escocês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Alexander nasceu em Leith, Escócia, filho de William Alexander, um comerciante de vinhos, e de Elizabeth Lindsay. Fez seu ensino médio em sua cidade natal e depois estudou nas universidades de St Andrews e Edimburgo, onde ganhou reconhecimento por sua erudição clássica. Ingressou na Academia de Teologia de Glasgow, sob a direção de Ralph Wardlaw, em setembro de 1827, mas em dezembro do mesmo ano, deixou-a para se tornar tutor clássico na Academia Teológica de Blackburn (mais tarde Lancashire Independent College), no noroeste da Inglaterra. Permaneceu em Blackburn até 1831, lecionando literatura bíblica, metafísica, grego e latim.[1]

Após visitas curtas à Alemanha e Londres, foi convidado a retornar para Edimburgo, em novembro de 1834 para tornar-se ministro da igreja da North College Street (depois Argyle Square), uma igreja independente, que havia surgido em 1802 fora do movimento evangélico associada aos irmãos Haldane, Robert e James. Quando a igreja vendeu sua propriedade para o governo para a construção do Museu Nacional da Escócia, a congregação de Alexander transferiu-se para a Queen Street Hall até 1861, quando a nova igreja foi concluída na George IV Bridge, rebatizada de Igreja Agostiniana por causa da forte influência agostiniana, embora independente, nos sermões de Alexander. Deliberadamente colocou de lado a ambição de se tornar um orador de púlpito em favor da prática da exposição bíblica, que investiu com charme e imponência. Em 1836 se tornou um dos editores da Congregational Magazine, para a qual contribuiu com artigos sobre literatura bíblica e teologia, e sobre a controvérsia "voluntária". Em 1840, proferiu a Palestra Congregacional em Londres sobre a "Conexão e Harmonia do Antigo e Novo Testamentos".[1]

Alexandre teve um papel ativo na controvérsia "voluntária" que resultou no Cisma de 1843, mas manteve também visões amplas e católicas das relações espirituais entre os diferentes setores da igreja cristã. Em 1845 visitou a Suíça, com o objetivo especial de se informar sobre a vida religiosa das igrejas locais. Publicou um relato de sua viagem no livro, Switzerland and the Swiss Churches, que levou a uma troca de correspondências entre as igrejas suíças e escocesas. Em 1845 recebeu o grau de Doutor em Divindade (D.D.) da Universidade de St Andrews.[1]

Em 1861 assumiu a editoria da terceira edição da Biblical Encyclopaedia, de John Kitto, com o entendimento de que todo o trabalho deveria ser cuidadosamente revisto e atualizado. Em janeiro de 1870 se tornou um dos revisores da comissão de revisão do Antigo Testamento, e pela sua completa erudição bíblica prestou excepcionais serviços ao conselho. Gostava do trabalho e dedicou muito tempo a ele pelos próximos catorze anos. Em 1877 tornou-se diretor do Edinburgh Theological Hall, cargo que ocupou até sua morte, apesar de muitas ofertas alternativas.[1]

Em 1867 ele foi eleito membro da Sociedade Real de Edimburgo. Seu endereço é então dado como Pinkie Burn em Musselburgh.[2] Serviu como seu vice-presidente de 1873 a 1878 e de 1880 a 1884.

Morreu na Pinkieburn House em Musselburgh e está sepultado nas proximidades da igreja de Inveresk.[3]

Notas

  1. a b c d Chisholm, Hugh;. «Alexander, William Lindsay». Encyclopædia Britannica (em inglês). 1 1911 ed. Cambridge: Cambridge University Press. p. 565 
  2. «List of the Ordinary Fellows of the Society». Earth and Environmental Science Transactions of The Royal Society of Edinburgh (em inglês). 1870. pp. xi–xiii. doi:10.1017/S008045680002648X. Consultado em 27 de fevereiro de 2018. 
  3. «Former Fellows of The Royal Society of Edinburgh 1783 – 2002» (PDF). The Royal Society of Edinburgh. Julho de 2006. ISBN 0 902 198 84 X 

Referências

Leituras adicionais[editar | editar código-fonte]

  • Ross, James (1887) Life and Work of William Lindsay Alexander.
  • Murray, Abijah (1911) The Story of Augustine Church 1802-1877, Oliver e Boyd.