Wolfgang Petersen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Wolfgang Petersen
Nascimento 14 de março de 1941
Emden, Alemanha
Morte 12 de agosto de 2022 (81 anos)
Los Angeles, Califórnia
Ocupação Diretor, produtor e roteirista
Atividade 1965–2022
Cônjuge Ursula Sieg (c. 1970; div. 1978)
Maria Borgel-Petersen ​(c. após 1978)

Wolfgang Petersen (Emden, Alemanha, 14 de março de 1941Los Angeles, 12 de agosto de 2022)[1] foi um diretor e roteirista cinematográfico alemão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Já aos tempos da faculdade Wolfgang realizou os primeiros curtas-metragem. De 1960 a 1964, foi assistente de direção no Junges Theater de Hamburgo e frequentou uma escola de recitação. Em 1965, seguiu o curso de história do teatro nas universidades de Berlim e Hamburgo. A partir de 1966 frequentou a "Deutsche Film und Fernsehakademie" de Berlim: a sua tese final, "Ich werde dich töten, Wolf", foi transmitida também pela NDR. Depois realizou numerosos filmes televisivos, entre os quais alguns capítulos do popular seriado policial de televisão Tatort.

Em 1974 realizou o seu primeiro longa-metragem Einer von uns beiden, um filme policial que é marcado pela sua competência técnica. Esta mesma característica induz a Bavaria Film, o centro de produções mais importante da Alemanha, e um dos mais importantes da Europa, a oferecer-lhe, em 1980, a megaprodução Das Boot. Um filme com o tema da Segunda Guerra Mundial vista pela perspectiva alemã, que procura antagonizar o estereótipo dos filmes de guerra estadunidenses, nos quais todos os alemães são insensíveis e cruéis. Todo o filme se passa efetivamente dentro de um submarino, visto em sua totalidade, da cabine de comando ao vaso sanitário. A comunidade internacional reconheceu o valor da película, que obtém, de fato, seis indicações ao Oscar, entre as quais, melhor direção e melhor roteiro.

A Petersen, sobre a onda do sucesso, foi então confiado a produção germano-americana A História Sem Fim (1983), a produção alemã mais cara desde o fim da guerra (60 milhões de marcos), mas as arrecadações foram superiores. A partir de então o caminho deste diretor foi incomensurável, em 1985 realizou o seu primeiro trabalho inteiramente americano Inimigo Meu (Enemy Mine), pela 20th Century Fox, um filme de ficção científica, baseado em um romance de Barry Longyear, sobre a amizade cultivada entre um humano e um alienígena, em tempos de guerra galática.

A partir de então Petersen trabalhou estavelmente nos E.U.A., indubitavelmente suas capacidades técnicas e narrativas lhe escancararam as portas de Hollywood. Ele se aventurou em gêneros muito diversos, o filme de guerra, a ficção científica, a fantasia-aventura, o thriller e os filmes de ação. Todos, porém, tinham algo em comum, a necessidade de imagens muito impressionantes; também não é apenas um técnico hábil, de fato os filmes os quais cuidou do roteiro são, provavelmente, aqueles de maior sucesso.

Wolfgang morreu em 12 de agosto de 2022 em Los Angeles, aos 81 anos de idade, em decorrência de um câncer no pâncreas.[2]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Yahoo! Movies Biography
  2. Goldmann, A.J. (16 de agosto de 2022). «Wolfgang Petersen, Director of 'Das Boot,' Is Dead at 81». The New York Times (em inglês). Consultado em 17 de agosto de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]