Zolmitriptano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estrutura química de Zolmitriptano
Zolmitriptano
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
(S)-​4-​({3-​[2-​(dimethylamino)​ethyl]-​1H-​indol-​5-​yl}​methyl)-​1,3-​oxazolidin-​2-​one
Identificadores
CAS 139264-17-8
ATC N02CC03
PubChem 60857
DrugBank APRD00376
Informação química
Fórmula molecular C16H21N3O2 
Massa molar 287.357 g/mol
Farmacocinética
Biodisponibilidade 40% (oral)
Ligação a proteínas 25%
Metabolismo  ?
Meia-vida 3 horas
Excreção Renal (65%) e fecal (35%)
Considerações terapêuticas
Administração Per os, via nasal
DL50  ?

Zolmitriptano é um fármaco utilizado pela medicina como antienxaquecoso..[1]

Agonista dos receptores 5HT1D, 5HT1A e 5HT2, 5HT3 e 5HT4, alfa-adrenérgicos, beta-adrenérgicos, histaminérgicos, muscarínicos e dopaminérgicos. Sua ação envolve basicamente o receptor 5HT1D, responsável pelo controle da vasoconstrição dos vasos do crânio e da dura-máter, onde existem fibras nervosas aferentes provindas do trigêmeo, provocantes de dor e vasodilatação.

Contra-indicações[editar | editar código-fonte]

É contra-indicado o uso de zolmitriptano em pacientes hipertensos não-controlados.[2]

Reações adversas[3][editar | editar código-fonte]

  • Boca seca
  • Tontura
  • Sonolência
  • Calor
  • Náusea

Interações[editar | editar código-fonte]

Pode ocorrer sinergismo se administrado concomitantemente com outros agonistas serotominérgicos. IMAO A reduzem o metabolismo do medicamento. IMAO B, paracetamol, metoclopramida, ergotamina, fluoxetina, pizotifeno, bloqueadores beta e diidroergotamina, geralmente não causam interação medicamentosa.

Notas e referências

  1. P.R. Vade-mécum 2005/2006
  2. «DOR DE CABEÇA - Tratamento das crises». Consultado em 15 de janeiro de 2009 
  3. «ZOLMITRIPTANO». Consultado em 15 de janeiro de 2009