Zoran Žižić

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Zoran Žižić (cirílico: Зоран Жижић; 4 de março de 1951 - 4 de janeiro de 2013) foi um político montenegrino.

Žižić nasceu em Titogrado, Montenegro, República Socialista Federativa da Iugoslávia. Membro do Partido Popular Socialista de Montenegro, tornou-se primeiro-ministro da República Federal da Iugoslávia em 4 de novembro de 2000, logo após a queda de Slobodan Milošević, quando o gabinete de seu colega Momir Bulatović entrou em colapso. Žižić renunciou em 29 de junho de 2001, após 8 meses no cargo, em protesto contra a extradição de Milosevic para o Tribunal Penal Internacional para a antiga Jugoslávia[1] e deixou o cargo em 24 de julho de 2001, quando um novo gabinete foi formado após a eleição parlamentar montenegrina de 2001 liderada por outro de seus colegas, Dragiša Pešić. Em protesto contra as mudanças políticas, Žižić deixou o Partido Popular Socialista de Montenegro.

Referências

  1. «Yugoslav Prime Minister Resigns Over Milosevic's Extradition». People's Daily Online. 30 de junho de 2001 
Cargos políticos


Precedido por
Momir Bulatović
Primeiro-ministro da República Federal da Iugoslávia
4 de Novembro de 2000 – 24 de Julho de 2001
Sucedido por
Dragiša Pešić