Academia Britânica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A Academia Britânica (em inglês: British Academy) é a instituição nacional britânica de humanidades e ciências sociais. Foi fundada por uma Royal Charter em 1902, e é uma confraria de mais de 800 acadêmicos. A instituição é autônoma e independente.

Recursos[editar | editar código-fonte]

Em 2007, mais de 90% dos fundos recebidos pelos administradores da Academia foram recebidos como subvenção através do Office of Science and Innovation (OSI), uma divisão do Departamento de Comércio e Indústria do Reino Unido.

Eleição de membros[editar | editar código-fonte]

A eleição de um membro da Academia Britânica distingue uma alta distinção acadêmica em algum ramo das humanidades ou ciências sociais, evidenciada por trabalhos publicados. Os membros podem usar as letras FBA (Fellow of British Academy) após seus nomes.

Objetivos[editar | editar código-fonte]

A Academia expressa seus objetivos como se segue:

  • representar os interesses da erudição, nacional e internacionalmente;
  • dar reconhecimento à excelência;
  • promover e apoiar a pesquisa avançada;
  • alavancar a colaboração e intercâmbio internacionais;
  • promover a compreensão pública da pesquisa e erudição; e
  • publicar os resultados de pesquisas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.