Academia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Academia (do grego antigo Ακαδήμεια, transl. Akadémeia, derivação de Ακάδημος, transl. Akádēmos, "Academo") é o nome dado, no Ocidente, a várias instituições vocacionadas para o ensino superior e ensino universitário na promoção das suas actividades nomeadamente as artísticas, literárias, científicas e físicas, filosóficas, etc.

No Brasil, embora existam várias academias em várias áreas do conhecimento, o termo é popularmente ou comummente usado principalmente para designar a academia desportiva, estabelecimentos destinados ao ensino e à prática de esportes ou ginástica (exercícios aeróbicos ou anaeróbios), e dotados de equipamento específico.

A designação provém da escola de filosofia que o Platão fundou Grécia Antiga, em 387 a.C., junto a um jardim a noroeste de Atenas, em terreno dedicado à deusa Atena que segundo a tradição pertencera a uma personagem mitológica com o nome de Academo.

Muitas academias tornaram-se famosas através de tempos e lugares, nas várias áreas de sua atuação. Entre as academias de letras, tornou-se paradigmática a Académie Française, cujo modelo inspirou a Academia Brasileira de Letras[1] .

A Antiga Academia e a Nova[editar | editar código-fonte]

Mas, distinguem-se na História a Antiga Academia, de Platão a Arcesilau, e a Nova, que se prolongou até depois do século V. Foi com a época renascentista e o surgir do Humanismo que o princípio da Academia tomou novo fôlego, começando a difusão em Itália e propagando-se pelos demais centros europeus para que se pudesse levar a cabo o estudo de saberes relacionados com a filosofia, a arte, a música, a pedagogia, a cultura, a história, a arqueologia, a literatura, a filologia e a ciência. Nesta altura, a forma de constituição das academias mais comum foi a de congregação de estudiosos e eruditos, apontando-se também como génese de algumas as associações formadas nos Jogos Florais[2] .

Destacaram-se no século XVI a Academia della Crusca, que se dedicava ao estudo da língua italiana considerada pura,

Referências

  1. academia, iDicionário Aulete
  2. a b academia, Infopédia (Em linha). Porto: Porto Editora, 2003-2014. (Consult. 2014-03-15).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.