Ahmed III

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sultão Ahmed III recebe embaixadores no Palácio de Topkapı

Ahmed III (turco otomano: احمد ثالث Aḥmed-i sālis) (30 de dezembro de 16731 de julho de 1736) foi um sultão do império otomano, filho do sultão Mehmed IV (1648–87). Assumiu o trono em 1703, depois de seu irmão Mustafa II (1695–1703) ter sido deposto pelos Janízaros. O grão-vizir Nevşehirli Damat İbrahim Paşa e sua esposa, princesa Hatice (filha de Ahmed III) controlaram o governo de 1718 a 1730, um período conhecido como era da tulipa. Abdicou em 1730 e morreu seis anos depois aos 62 anos. Foi sucedido pelo sultão Mahmud I.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ahmed III sempre cultivou boas relações com a França, em vista da atitudes claramente ameaçadoras da Rússia imperial.

Em 1709, concedeu asilo em território otomano ao rei Carlos XII da Suécia (1682–1718) depois da derrota sueca na Batalha de Poltava contra a Rússia, uma importante parte da Grande Guerra do Norte. Influenciado por Carlos XII, Ahmed III declarou guerra à Rússia e derrotou Pedro I no Rio Prut em 1711. Como resultado, os russos devolveram aos otomanos Azov, concordaram em demolir algumas fortalezas, como a de Taganrog, bem como parar de intervir nos negócios da República das Duas Nações. Ahmed III conquistou o Peloponeso dos venezianos. Foi derrotado, no entanto, pelos imperiais na Batalha de Petrovaradin em 1716, perdeu Belgrado e foi forçado a assinar o Tratado de Passarowitz em Požarevac. Em 1730, abdicou em favor de seu sobrinho Mahmud I.

Precedido por
Mustafa II
Sultão Otomano
17031730
Sucedido por
Mahmud I
Ícone de esboço Este artigo sobre Sultões é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.