Almeirão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAlmeirão
Almeirão

Almeirão
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledóneas
Ordem: Asterales
Família: Asteraceae
Género: Cichorium
Espécie: C. intybus
Nome binomial
Cichorium intybus

O almeirão (Cichorium intybus intybus) é uma variedade de chicória-comum, da família das Asteraceae. Muito semelhante às outras chicórias-comuns, delas se diferencia por possuir folhas mais alongadas, mais estreitas, recobertas por pelos e com sabor amargo mais pronunciado.

Descrições[editar | editar código-fonte]

Camargo (1992) descreveu como as cultivares mais cultivadas: Folha Larga, Branco e Pão-de-Açúcar. Inclui também entre as mais cultivadas uma cultivar de folha dentada denominada Catalonha. Na região de Campinas-SP as cultivares Folha Larga, Pão-de-Açúcar e Catalonha são as mais cultivadas. No que diz respeito à produção, produtividade e área cultivada no Brasil, a Catalonha é apresentada separadamente do almeirão propriamente dito (as outras cultivares) pelo Instituto de Economia Agrícola, conforme Camargo & Camargo (1999).

Áreas de maior cultivo[editar | editar código-fonte]

Segundo esses autores, as áreas cultivadas com almeirão e com Catalonha no estado de São Paulo para o ano de 1998 foram, respectivamente, de 960 e de 546 hectares.

Ponto de Vista Nutricional[editar | editar código-fonte]

Embora do ponto de vista nutricional o almeirão seja superior à alface por ser mais calórico e mais rico em proteínas, amido, fibras, cálcio, ferro e vitamina A, é uma das hortaliças menos estudadas no Brasil quanto ao comportamento das cultivares mais comercializadas.

Estudos[editar | editar código-fonte]

Não foi encontrado, para as condições brasileiras, trabalho de pesquisa referente ao almeirão na década de noventa. Os únicos trabalhos de pesquisa para mais recentes são os de Matsumoto & Minami (1986) e os de Haag & Minami (1988), que estudaram no campo o comportamento da cultivar Folha Larga quanto ao espaçamento e nutrição mineral, respectivamente.

O Cultivo Protegido[editar | editar código-fonte]

Não se conhece estudos sobre a possibilidade do cultivo dessa hortaliça sob cultivo protegido. Por outro lado, produtores de hortaliças sob cultivo protegido, devido a preços insatisfatórios obtidos com pimentão, pepino e tomate, têm procurado alternativas com preferência às hortaliças folhosas de ciclo mais curto, como rúcula, alface, chicória, entre outras. Além disso, a rotação de culturas constitui-se em importante sistema auxiliar no controle de algumas pragas e doenças que incidem em solanáceas e cucurbitáceas. Não se tem informação na região de Campinas sobre o desempenho do almeirão cultivado sob estufa agrícola no final do inverno e começo da primavera.

Cultivo doméstico[editar | editar código-fonte]

O almeirão pode ser cultivado para consumo doméstico, em jardineiras ou vasos. Inicialmente pode-se plantar sementes, e depois ir tirando mudas, acomodando-as em copos de 200 ml. Sugere-se tanto para o almeirão, como para qualquer outra hortaliça, incluir uma cobertura morta acima da terra, para evitar a formação de algas.[1]

Referências

  1. Takeguma, Massahiro. Cultivo de Almeirão. Página visitada em 1 Maio 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre asteráceas, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.