Ana Daniel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ana Daniel

Ana Daniel (Lisboa, 19 de Maio de 1928Sintra, 30 de Novembro de 2011), pseudônimo de Maria de Lourdes d’Oliveira Canellas da Assunção Sousa, foi uma poeta portuguesa.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Natural de Lisboa, Freguesia de Santa Isabel, nasceu em 1928, filha, com mais quatro irmãos, de Mário Canellas e de Maria Eugénia d’Oliveira Canellas. Casada com Fernando d’Assunção Sousa, trocou, em 1950, o bairro da sua juventude, Campo de Ourique, por Sintra, onde passou a viver e teve cinco filhos, e produziu o principal da sua obra. Entregou-se à poesia aos quinze anos, com trabalhos publicados em jornais e revistas nacionais e do então Ultramar. Ganhou prémios juvenis, assinando por essas idades com Ana Arlési, o seu primeiro pseudónimo. Mas foi aos vinte anos que deu à sua escrita o rumo e a intensidade que marcaram o seu trabalho poético.[1]

Escritos[editar | editar código-fonte]

A obra recolhida em Momento Vivo (Edições Panorama, 1970), o seu primeiro livro, foi ganhador do Prémio do Concurso de Manuscritos de Poesia Nacional, de 1969.[2]

Nos Olhos das Madrugadas (Arbusto Editores, 2010), o último, foi lançado em 19 de junho de 2010, no Palácio de Valenças, em Sintra, interrompendo um grande lapso longe das editoras.[2]

Referências

  1. a b Rádio ocidente online - Sintra - Na morte de Ana Daniel Radioocidente.pt (2011-12-04). Página visitada em 2011-12-04. BIO Ana Daniel.
  2. a b Poeta sintrense lança novo livro O Correio (10-Jun-2010). Página visitada em dezembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Poetas Aqui Connosco

Selene - Culturas de Sintra

Ícone de esboço Este artigo sobre um poeta ou uma poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.