Antônio Tavernard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Antônio de Nazaré Frazão Tavernard, ou simplesmente Antônio Tavernard, (Belém, 10 de outubro de 1908 — Belém, 26 de maio de 1936) foi um poeta e dramaturgo brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Antonio Tavernard nasceu na Vila de São João do Pinheiro, atual Icoaraci, onde iniciou seus estudos. Logo depois, residindo já em Belém fez o curso de humanidades no Ginásio Paes de Carvalho, onde ajudou a organizar e fazer publicações para o jornal G.P.C, bastante divulgado na época entre os estudantes. Em 1925 terminou o ginásio e em 1926 ingressou na faculdade de Direito do Pará, onde teve sua vida encurtada por ter contraído hanseníase.

Foi jornalista, dramaturgo e compositor, além de poeta lírico, falando de amor, morte e esperança.

Foi um dos redatores da revista A Semana, uma das mais importantes a circular em Belém na década de 1930.

Pesquisadores afirmam que Tavernard publicou apenas um livro em vida, o livro Fêmea, mas um dos parentes do poeta, Tavernard Neves, informou que em 1953 foi editado o romance Místicos e Bárbaros.

Principais obras[editar | editar código-fonte]

Poesia[editar | editar código-fonte]

  • Fêmea'
  • Os Sacrificados
  • 1953: Místicos e Bárbaros (publicado postumamente)

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • A Casa da viúva Costa
  • A Menina dos 20 mil
  • Seringadela

Produção musical[editar | editar código-fonte]

  • Foi Boto Sinhá
  • Romance
  • Matinta-perera
  • Hino do Clube do Remo

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Os Sacrificados, de afggfgffg
  • utoria do poeta, está desaparecido e nem mesmo seus parentes sabem onde estão os originais.
  • Antônio Tavernard nasceu em outubro, o mês do Círio de Nazaré, e por isso foi batizado com o nome de Antônio de Nazareth Frazão Tavernard.
  • Foi parceiro do maestro Waldemar Henrique e autor do hino do Clube do Remo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Predefinição:Biblioteca Comunitária Antônio Tavernard Na localidade onde o poeta nasceu em 1908, foi inaugurada em 13 de junho de 2008, uma Biblioteca Comunitária que homenageia o nome deste grande ícone da literatura amazônica. A Biblioteca surgiu da necessidade de resgatar o nome do poeta na própria localidade onde ele nasceu. Possui um acervo de um pouco mais de seis mil obras e está aberta para a comunidade com seus serviços de informação e cultura.