AutoIt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
AutoIt
Desenvolvedor Jonathan Bennett & AutoIt Team
Plataforma x86, x64
Lançamento janeiro de 1999 (15–16 anos)
Versão estável v3.3.12.0 (1 de junho de 2014; há 34 semanas e 2 dias [1] )
Versão em teste v3.3.13.19 (24 de agosto de 2014; há 22 semanas e 2 dias)
Sistema operacional Microsoft Windows
Gênero(s) GUI, Linguagem de script e Automação
Licença Freeware closed source
Tamanho 11,3 MB
Página oficial [[1] [2]]

AutoIt (pronúncia-se aw-toe-it)[2] é uma linguagem de automação grátis para Microsoft Windows. Em sua primeira versão, o software foi concebido principalmente para criar scripts de automação (às vezes chamados de macros) para programas do Microsoft Windows [3] mas desde então tem crescido para incluir melhorias, tanto na concepção da linguagem de programação e funcionalidades em geral.

Enquanto a linguagem de script no AutoIt 1 e 2 foi orientado a declaração, projetado principalmente para simular a interação do usuário, a partir da versão 3 em diante, a sintaxe AutoIt ficou semelhante à família de linguagens do tipo BASIC. Nesta forma, o AutoIt é de uso geral, Linguagem de programação de terceira geração com um modelo de dados clássicos e um tipo de dados variante que pode armazenar vários tipos de dados, incluindo arrays. Enquanto a versão 1 e 2 são compatíveis com Windows 95, 98, ME, NT4, 2000, XP, 2003, Vista e Windows 7, suporte para sistemas operacionais mais antigos do que o Windows 2000 foi descontinuado com o lançamento da versão v3.3.0, em Dezembro de 2008).[4]

Um script do AutoIt pode ser convertido em um executável para que possa ser executado em outros computadores que não tem o AutoIt instalado. Uma grande variedade de bibliotecas de funções (conhecidas como UDFs, ou "User Defined Functions", ou "Funções Definidas pelo Usuário", em tradução livre)[5] estão incluidas por padrão e também estão disponíveis no site para adicionar funcionalidades especializadas no AutoIt também é distribuido como um IDE baseada no editor SciTE. O compilador e os arquivos de ajuda são integrados no ambiente para os desenvolvedores que usam o AutoIt.

Características[editar | editar código-fonte]

Ficheiro:Exampleau3.png
The AutoIt SciTE editor.
  • Linguagem de script com uma estrutura parecida com BASIC para o ambiente Windows.
  • Bbibliotecas e módulos extras para aplicações especificas.
  • Fórum de suporte para desenvolvedores e usuário do AutoIt.
  • Suporte a protocolo TCP e UDP.
  • Suporta COM.
  • Chama funções de Win32 DLLs.
  • Roda aplicações de console e acessa Entrada/saída do mesmo.
  • Inclui arquivos no arquivo compilado para serem extraidos quando for executado.
  • Cria interfaces GUI, com vários recursos.
  • Inicia sons, pausa, resume, para, busca, e obtem a posição atual do som entre outros.
  • Simula movimentos do mouse.
  • Manipula janelas e processos.
  • Automatiza o envio de entrada do usuário e teclas de atalho para aplicativos, bem como aos controles individuais dentro de um aplicativo.
  • Scripts podem ser compilados em um executável unico.
  • Suporte a Unicode a partir da versão 3.2.4.0.
  • Códigos 64-bit a partir da versão 3.2.10.0.
  • Suporta expressões regulares(Regex).
  • Funciona com o User Account Control do Windows Vista.

Uso[editar | editar código-fonte]

O AutoIt é geralmente usado para produzir um software utilitário para Microsoft Windows e automatizar processos de rotina, como gerenciar o sistema, monitorar, fazer manutenção, instalação de softwares, etc. Ele também é usado para simular interações do usuário, onde a aplicação é "conduzida" para fazer as coisas por meio de um script de forma mais rápida do que o usuário.

Como o AutoIt é uma ferramenta de automação, ele pode ser mal usado para criar Bots para fazer tarefas ou até jogar pelo jogador, a equipe AutoIt não proverá suporte para esta automação. Da mesma forma, AutoIt, no passado, foi utilizado para criar malwares - Como o cavalo de Tróia AutoIt.D , mais não apresentaram todas as ideias de 2006. As aplicações AutoIt ocasionalmente recebem um relatório de falso-positivo, pois as aplicações são executáveis comprimidos, e não necessariamente porque eles carregam malwares.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Olá, mundo[editar | editar código-fonte]

; Mostra "Olá, mundo!" em uma MsgBox e sai.
MsgBox( 0, "Título", "Olá, mundo!" )
Exit

Encontre a média[editar | editar código-fonte]

; Encontre a média de números especificados por um usuário.
; O número deve ser delimitado por virgulas.
#NoTrayIcon
#include <GUIConstantsEx.au3>
#include <Array.au3>
 
#region ;-------------------GUI-----------------------
$form = GUICreate("Encontre a média", 300, 100)
$label = GUICtrlCreateLabel("Entre com o número para média separatado por virgulas", 19, 0)
$textbox = GUICtrlCreateInput("", 20, 20, 220)
$label1 = GUICtrlCreateLabel("=", 245, 20, 30, 20)
$ansLabel = GUICtrlCreateLabel("", 255, 20, 50, 20)
$botao = GUICtrlCreateButton("Encontre a média", 100, 40)
GUISetState()
#endregion ;---------------END GUI-----------------------
 
While 1
	$msg = GUIGetMsg()
	Switch $msg
		Case $GUI_EVENT_CLOSE
			Exit
		Case $botao
			$pergunta = _encontreMedia(GUICtrlRead($textbox))
			If $pergunta Then
				GUICtrlSetData($ansLabel,$pergunta)
			Else
				GUICtrlSetData($ansLabel,"Erro. Entrada mal informada.")
			EndIf
	EndSwitch
WEnd
 
Func _encontreMedia($nums)
	Local $sData
	Local $ans
	;Limpa a entrada ----------------->
	$chk = StringRight($nums, 5)
	If $chk = "," Then $nums = StringTrimRight($nums, 1)
	If StringInStr($nums, ",") < 1 Then
		Return False
	EndIf
	;---------------------------------->
	$sData = StringSplit($nums, ",")
	$ans = 0
	For $i = 1 To $sData[0]
		$ans += $sData[$i]
	Next
	$ans = $ans / $sData[0]
	Return floor($ans)
EndFunc   ;==>_findAvg

Histórico[editar | editar código-fonte]

  • Dezembro 1998 - Ideia de um programa em C que enviaria comandos de teclas.
  • Janeiro 1999 - Primeira versão do AutoIt (1.0)
  • Agosto 1999 - AutoIt v2 e AutoItX
  • Setembro 1999 - Primeira versão do AutoIt com compilador.
  • Dezembro 2002 - AutoIt v3 (Beta aberto)
  • Fevereiro 2004 - AutoIt v3 (Estável)
  • Setembro 2006 - Auto3Lib iniciada
  • Novembro 2007 - AutoIt v3.2.10.0 liberado, Auto3Lib incorporado no AutoIt v3
  • Maio 2008 - AutoIt v3.2.12.0 liberado, adicionado a funcionalidade GUI.
  • Dezembro 2008 - AutoIt e AutoItX v3.3.0.0 liberados
  • Dezembro 2009 - AutoIt v3.3.2.0 liberado
  • Janeiro 2010 - AutoIt v3.3.4.0 liberado
  • Março 2010 - AutoIt v3.3.6.0 liberado
  • Abril 2010 - AutoIt v3.3.6.1 liberado
  • Dezembro 2011 - AutoIt v3.3.8.0 liberado
  • Janeiro 2012 - AutoIt v3.3.8.1 liberado
  • Dezembro 2013 - AutoIt v3.3.10.0 liberado
  • Junho 2014 - AutoIt v3.3.12.0 liberado[6]

Os desenvolvedores do AutoIt originalmente lançaram o código-fonte sob a GNU General Public License (GPL), mas a prática foi interrompida a partir da versão 3.2.0, em agosto de 2006. Após os termos da GPL, alguns dos código da versão 3.1 foi usada para criar o AutoHotkey, [7] a comunidade continua desenvolvendo e liberando versões sob GPL.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Links Externos[editar | editar código-fonte]

Predefinição:BASIC